Tags: Gestores |

Objectivos do BiG passam por disponibilizar serviços financeiros eficientes


Rui Broega, Director da área de gestão de activos do Banco BiG, falou à Funds People Portugal sobre a organização da sua equipa e filosofia de gestão.

Como está estruturada a equipa de gestão? Por quantos elementos é composta?

O organigrama da área, à semelhança da organização, é bastante flat. É na realidade uma imagem de marca da instituição que tem permitido envolver toda a estrutura no cumprimento da nossa missão e objectivos. A equipa de gestão de activos é composta por 4 elementos que são em todo o momento apoiados pela equipa de analistas BiG.

Como funciona o vosso processo de decisão?

O processo de decisão assume o seu expoente máximo, a nível estratégico, nos comités de investimento semanais. Este é o evento privilegiado para o debate das estratégias, da conjuntura macro-economica, das temáticas de investimento e dos activos analisados. Aqui também se trata de um processo ecléctico onde os analistas, portfolio manager e responsáveis de investimento discutem riscos e oportunidades com vista a poder definir uma linha estratégica de investimento para o período seguinte.

Qual a vossa filosofia de gestão e de actuação no mercado?
O BiG organiza as suas áreas de produto, vendas, investimento, processamento e controlo em torno de 3 áreas de negócio: Retalho Especializado, Clientes Institucionais e Empresas e Tesouraria e Mercados de Capitais. Os objectivos do Banco passam por disponibilizar serviços financeiros eficientes e competitivos aos seus Clientes e criar valor de longo prazo para os seus accionistas. A nossa cultura enfatiza uma abordagem transparente e profissional no aconselhamento, execução e criação de negócios rentáveis.

Profissionais
Empresas