O poder de diversificar


O mercado dos fundos mistos é composto por oito fundos de investimento, divididos entre duas categorias, de acordo com a APFIPP: fundos mistos predominantemente de obrigações e fundos mistos predominantemente de ações. Como era expetável, desde do início do ano que os fundos com maior exosição a ações apresentam ganhos superiores, com uma rendibilidade média de 3,11%, contra os 2,31% nos produtos mistos que têm mais obrigações em carteira.

Vencedores do mercado

Dos oito fundos observados, o Raiz Global, da CA Gest, é aquele que maior rendibilidade apresenta em 2014 com 5,41%. Segundo a Morningstar este fundo, no final de fevereiro, era composto por 43% de obrigações e 39% em ações, tendo mais de 2,3 milhões de euros sob gestão. O Montepio Global, da Montepio Gestão de Activos é o segundo melhor fundo dos oitos mistos. Desde do início do ano o fundo já alcançou um retorno de 3,97% e a sua carteira, de acordo com a Morningstar, estava composta por 45% de ações e 36% de obrigações, no final de fevereiro. Ambos os fundos são classificados como mistos em que a maior parte da carteira é de ações, para a APFIPP.

Acima de 3% ainda aparece um outro fundo, gerido pela Dunas Gestão de Activos, no caso o Banco BIC Investimento. Este produto apresenta uma rendibilidade de 3,57% e é composto por 13% de ações, 21% de obrigações e o restante em liquidez, segundo a Morningstar. Para a APFIPP este produto faz parte dos fundos mistos que têm a maior parte da carteira em obrigações.

Fundos mistos com maior parte da carteira em ações: Caixagest Estratégia Arrojada, Raiz Global, Montepio Valor e Popular Valor.

Fundos mistos com maior parte da carteira em obrigações: Caixagest Estratégia Equilibrada, Banco BIC Investimento, Santander Gestão Private Equilibrado e Santander Private Prudente.

Fonte: APFIPP a 4 de Abril de 2014
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido