Tags: Ações |

O peso das ações do BPI na carteira dos fundos


No seguimento da aprovação da eliminação do limite aos direitos de voto na estrutura acionista do Banco BPI, o CaixaBank SA, a terceira maior instituição de crédito da vizinha Espanha e a maior acionista do banco português, aumentou o valor da oferta pública de aquisição para 1,134 euros em dinheiro. Em abril, tinha oferecido 1,113 euros por ação.

Com a eliminação dos limites de direito de voto o CaixaBank controla mais de um terço do capital do banco português, pelo que a oferta de aquisição tornou-se mandatória, segundo a lei portuguesa. Com 45% do capital do banco, a entidade bancária espanhola está há mais de um ano a tentar adquirir o Banco BPI.

O peso do BPI na carteira dos fundos

São os fundos de investimento nacionais que concentram maior exposição percentual às ações do Banco BPI. Entre os produtos registados em Portugal, com base na informação disponibilizada pela Morningstar Direct, aqueles que alocam mais de 1% dos ativos às ações do banco são todos fundos domiciliados em Portugal, à exceção do ETF Global X FTSE Portugal 20.

 Com base nos dados mais recentes disponibilizados pelas gestoras na plataforma de informação de fundos de investimento, a maior alocação a ações do BPI é efectuada entre fundos de Plano Poupança Ações e produtos com enfoque no mercado de ações nacional, embora nenhuma posição supere os 5%. Isto não era verdade no final do primeiro trimestre do ano, em que fundos como o Santander PPA e Santander Ações Portugal, alocavam quase 10% do portefólio a ações do BPI, observando-se uma tendência global de redução do peso das posições, que não advém de uma desvalorização do ativo que fechou Agosto a cotar a 1,101 euros. 

Captura_de_ecra__2016-09-23__a_s_11

Empresas