Tags: Negócio |

O mais importante da semana passada


Wall Street terminou sexta-feira com a maior queda semanal desde Junho numa semana marcada por pouco volume e com os investidores mais cautelosos a aguardar por indicações sobre os próximos movimentos do FED

Do ponto de vista fundamental, 446 empresas das 500 que compõem o índice já divulgaram resultados com a superação de expectativas a estar nos 68% o que é ligeiramente superior à média de 67% dos últimos 4 trimestres

Nesta fase e com a componente de “earnings” largamente ultrapassada o mercado varia à mercê das especulações sobre o futuro do Quantitative Easing do FED, e as declarações de qualquer dos governadores tem sido o catalisador para as mais recentes subidas ou descidas

Este facto deverá continua até Setembro, altura em que a variável politica entra em cena, mais concretamente a aprovação do orçamento. Contudo há que ter em conta que mais cedo ou mais tarde o Q.E vai mesmo ser reduzido e eliminado

Na componente técnica o S&P500, time-frame semanal (gráfico),  está na terceira fase da onda de Elliott e com um possível padrão de duplo topo em formação, o que a ser validado levará os mercados a corrigir de forma acentuada, tal movimento a acontecer é consentâneo com a época que se avizinha, tendo em conta que é muito raro o ano em que no trimestre Setembro/Novembro não existe uma  correcção dos índices

No sector dos fundos destaques para:

A)              a intenção do Korea Investment Corp, o  fundo soberano da Coreia do Sul, que pretende até 2016, triplicar para $10 mil milhoes o seu investimento em activos alternativos com vista a estabilizar o rendimento , private equity, imobiliário e hegde funds são os destinos preferidos do excedente de capital

B)              George Soros retira o capital do Pershing Square Capital gerido por Bill Ackman devido à fraca performance do fundo, recordo que Bill Ackman está envolvido numa guerra contra Soros relativo a diferença de opiniões sobre a empresa Herbalife

C)              GlaxoSmithKline a maior farmacêutica inglesa investe na bio-electrónica com um Venture Capital Fund de $50 milhões, e espera ter o primeiro produto fruto deste investimento no final da década

No panorama económico esta semana vão sair os dados relativos ao PIB Alemão, às Retail Sales e à Produção Industrial nos Estados Unidos

O Mais Lido