O maior acionista da BlackRock vende a sua participação completa de 22,4% na gestora


O banco norte-americano PNC Financial Services anunciou esta terça-feira a intenção de vender a totalidade do seu investimento na BlackRock. O até agora maior acionista da gestora americana procura vender a sua participação de 22,4% que representa 34,8 milhões de ações e um valor de 15.720 milhões de euros (17.000 milhões de dólares). A venda será feita através de uma oferta pública e de um acordo de recompra de ações por parte da BlackRock.

A saída da PNC da estrutura acionista põe fim a mais de 25 anos de aliança no que o próprio banco define como “uma relação de benefício mútuo”. Segundo explicam no comunicado oficial, o objetivo é materializar as mais-valias do seu investimento (que remonta a 1995) e elevar a sua liquidez para potenciais oportunidades que podem surgir no atual contexto.

“A longa trajetória da BlackRock de sólido desempenho e crescimento criou um valor significativo desde que a PNC adquiriu uma participação na empresa. Como bons administradores do capital acionista, revimos de forma consistente as opções para desbloquear o valor do nosso investimento”, afirma o diretor executivo da PNC, William S. Demchak. “Acreditamos que agora é o momento adequado para o fazer, tornar efetivo o retorno substancial do nosso investimento, melhorando significativamente o nosso balanço e liquidez já fortes, o que deixa a PNC muito bem posicionada para aproveitar as possíveis oportunidades de investimento que a história demonstrou que podem surgir em mercados turbulentos”.

A PNC atualmente possui 22,4% da BlackRock em 34,8 milhões de ações e ações preferenciais Serie B. Além da oferta pública os distribuidores terão a opção de comprar ações adicionais nos 30 dias seguintes ao preço da oferta. Além disso, a BlackRock anunciou a recompra de 1.000 milhões de ações à PNC, condicionadas a que complete a oferta.

Se a oferta e a recompra se completarem e os distribuidores exercerem plenamente a sua opção de comprar ações adicionais, darão como resultado a venda da totalidade da participação da PNC na BlackRock, excluindo 500.000 ações da BlackRock que a PNC manterá para uma doação à Fundação PNC no fim do segundo trimestre de 2020.

Notícias relacionadas

O Mais Lido