Tags: Negócio |

O destaque da semana que passou


A semana transacta ficou marcada pelo rescaldo das eleições para o Parlamento Europeu e com a relativa instabilidade e incerteza que lançaram numa Europa que continua procurando a sua própria definição e onde a integração bancária e fiscal são assuntos primordiais para permitir uma sólida recuperação económica.

Com os partidos do poder a vencerem as eleições na Alemanha, em Itália e em Espanha, as atenções viraram-se para a vitória de partidos eurocépticos em muitos outros países Europeus. 
Os resultados são preocupantes em países como a França, a Inglaterra e a Grécia, com a vitória da Frente Nacional em França a ganhar destaque, uma vez que o seu programa político centra-se na saída do Euro e em políticas anti emigração. No Reino Unido, o partido vencedor foi o independente UKIP levando os principais partidos ao pior registo eleitoral de sempre, e na Grécia, o Syriza, de extrema esquerda, venceu as eleições com 27% dos votos bem secundado pelo partido neonazi Aurora Dourada, que ficou em terceiro lugar, e que coloca em risco o actual governo de coligação e a continuação das reformas exigidas pela Europa.

O Euro começou a semana a perder terreno face ao Dolar, e atingiu o ponto mais baixo face ao Dolar com os dados macro Europeus a ajudarem ao continuarem a decepcionar, com a subida inesperada do desemprego na Alemanha e a subida abaixo do esperado do agregado monetário M3 a abrir espaço para Mario Draghi poder anunciar uma descida de taxas.

A maioria dos investidores continuam a manter cautela antes da reunião do BCE que terá lugar esta semana, e que poderá ser crucial dado que se espera finalmente alguma acção por parte do Banco Central em termos de descida de taxas ou anúncio de medidas.

O mercado bolsista Português andou em contraciclo comparativamente aos seus pares Europeus que continuam a registar ganhos e subidas para máximos de 6 anos. A banca foi a responsável por esta penalização do índice bolsista Português no mês de maio, com destaque para o aumento de capital do BES, e para o panfleto que o publicita e onde foram detectadas algumas irregularidades na holding que controla o Grupo. Apesar disso, a semana terminou com a cotação dos direitos de subscrição do aumento de capital em forte alta e permitindo ao índice PSI20 terminar a semana em terreno positivo.

O Mais Lido