O acelerador COVID-19


(TRIBUNA de Nic Sochovsky, diretor-geral, e Dirk Hoffmann-Becking, diretor excutivo, da Morgan Stanley IM. Comentário patrocinado pela Morgan Stanley IM.)

No futuro, quando olharmos para o impacto que a COVID-19 teve a nível mundial, poderemos vir a descobrir que William Hague (o antigo líder do Partido Conservador no Reino Unido) estava certo quando afirmou que a COVID-19 era um grande acelerador das forças e tendências existentes.

Observemos o seu impacto nos blocos de poder globais. Na União Europeia, a crise a nível da saúde colocou em primeiro plano as tensões existentes sobre se os estados do Norte da Europa devem pagar as dívidas dos estados do Sul da Europa. Ao mesmo tempo, a rivalidade sino-americana intensificou-se ainda mais e, com ela, todas as implicações que lhe estão associadas em termos de comércio/globalização e o futuro papel do dólar americano enquanto moeda de reserva global. O impacto económico da COVID-19 está a acelerar o domínio global da Ásia, uma vez que um rápido confinamento e uma célere implementação de testes e rastreio eficazes sugerem que a economia da região parece ter sofrido menos danos do que a economia Ocidental. As tensões políticas podem aumentar visto que a COVID-19 deixará dezenas de milhões de pessoas sem empregos, o que resulta em desigualdades profundas, aumento da dívida e aumento do poder estatal. Esta situação está a privilegiar políticas, tais como a Teoria Monetária Moderna, remissão de dívidas, harmonização de taxas de imposto sobre as sociedades, rendimentos básicos pagos pelo Estado e empresas a demonstrar responsabilidades mais latas perante os seus acionistas (menos dívida/recompra, mais onshore/impostos). E há ainda a questão sobre quem detém os dados acerca de cada um de nós e como essas informações podem ser utilizadas, que está a lançar um debate sobre onde é a nova fronteira entre o Estado e o Indivíduo. 

“A COVID-19 colocou em primeiro plano as tensões existentes entre blocos de poder globais”

Enquanto selecionadores de ações, focamo-nos no impacto destas tendências em ações individuais e em tendências específicas do setor (nomeadamente, os setores de elevada qualidade e elevado retorno que possuímos) e os efeitos nas nossas ações.

O efeito acelerador é particularmente claro em termos de tecnologia. Satya Nadella, CEO da maior empresa de tecnologia americana que possuímos nas nossas carteiras globais, alega que a COVID-19 resultou em "dois anos de transformação digital em dois meses", à medida que as empresas adotam o teletrabalho. Em tecnologia empresarial, esta empresa tecnológica, tendo em conta a sua plataforma de comunicação e colaboração e serviços em nuvem, sai vencedora desta mudança para o teletrabalho. A COVID-19 está a acelerar as tendências existentes, tal como o crescimento do comércio eletrónico e o medo da transmissão estão a aumentar a mudança na utilização de dinheiro para cartões, o que ajuda as empresas de pagamentos a longo prazo, mesmo que o colapso das transações transfronteiriças represente um obstáculo temporário. Enquanto que estas mudanças impulsionadas pela COVID-19 irão, provavelmente, ajudar o domínio económico dos gigantes tecnológicos oligopolísticos, seja em termos de serviços em nuvem de grande escala ou redes sociais, o crescimento paralelo das preocupações quanto a desigualdades, dívida pública e privacidade significa que será necessário observar com cuidado os riscos políticos e regulamentares para estas empresas de tecnologia ao longo dos próximos anos.

"A COVID-19 resultou em 'dois anos de transformação digital em dois meses' "

A COVID-19 demonstrou, obviamente, a importância dos cuidados de saúde enquanto indústria e ajudou a esclarecer se os sistemas de cuidados de saúde são suficientemente robustos no geral ou se são necessárias melhores infraestruturas. Se forem necessários mais financiamentos, os que tiverem capacidade de dispensar capitais sair-se-ão bem. Para os nossos nomes de tecnologia médica, a COVID-19 realça a importância dos dados, não só quanto à utilização, mas também, fundamentalmente, quanto à propriedade. Acreditamos que isto traz ventos de feição para empresas de equipamento de diagnóstico e de testes, sobretudo se considerarmos que 70% das decisões médicas são informadas através de diagnósticos, o que equivale a menos de 2% dos custos1. Reconhecer que evitar deslocações desnecessárias ao hospital é uma forma de poupar custos desnecessários para os sistemas de cuidados de saúde pode resultar na aceleração de tratamentos no domicílio através de observação remota e telemedicina, por exemplo, diálise em casa.

"A confiança é a qualidade mais poderosa de uma marca e tem de ser tratada com o maior respeito"

Para as empresas de bens de consumo quotidiano, a COVID-19 demonstrou que as grandes marcas são importantes. Os retalhistas estão a racionalizar de forma agressiva as suas prateleiras de produtos de marcas intermédias e produtos focados para marcas de nicho, uma vez que os consumidores dos países desenvolvidos se focam na acessibilidade de preços e nas marcas conhecidas de confiança. Isto relembra aos CEO que a confiança é a qualidade mais poderosa de uma marca e tem de ser tratada com o maior respeito. Esta situação irá acelerar a mudança na comunicação das marcas, de marketing para consumidores, para a sua importância para o consumidor, realçando os objetivos em termos de superioridade do produto ou do respetivo impacto social e ambiental.

A distância social e o confinamento deram um curso intensivo em comércio eletrónico a todas as faixas etárias. Quando as listas de compras estiverem definidas online, é pouco provável que os consumidores voltem a percorrer os corredores das lojas. As empresas cujas equipas de gestão investiram cedo nas suas capacidades digitais irão, provavelmente, sair mais fortes da COVID-19 do que as suas homólogas. Duas das nossas empresas, uma empresa de cosmética francesa e outra empresa de bens de consumo britânica, já geraram 20% e 10%, respetivamente, em vendas provenientes do comércio eletrónico, com margens e quotas de mercado iguais ou superiores às das suas vendas offline.

"Uma gestão competente torna-se ainda mais essencial face a uma crise global"

Em todos os casos, é a qualidade da equipa de gestão que impulsiona a resiliência da empresa e as perspetivas de sucesso em superar esta crise, seja investindo em inovação para permanecer relevante junto de clientes ou compreendendo e respondendo às demandas dos acionistas. Sempre destacámos a importância de equipas de gestão competentes em investimentos de qualidade, o que se torna ainda mais óbvio face a uma crise global.

Para ver o relatório completo clique aqui.

1 Fonte: Point of Care Testing, Abbott Laboratories.

CONSIDERAÇÕES RELATIVAS AOS RISCOS

Não há garantias de que uma carteira irá atingir o seu objetivo de investimento. As carteiras estão sujeitas ao risco de mercado, que é a possibilidade de o valor de mercado dos títulos detidos pela carteira vir a descer. Os valores de mercado podem variar diariamente devido a acontecimentos económicos ou outros (por exemplo, catástrofes naturais, crises sanitárias, terrorismo, conflitos e instabilidade social) que afetam os mercados, os países, as empresas ou os governos. É difícil prever o momento, a duração e os potenciais efeitos adversos (por exemplo, liquidez da carteira) dos acontecimentos. Logo, há a possibilidade de perder dinheiro ao investir nesta estratégia. Tenha em consideração que esta estratégia poderá estar sujeita a certos riscos adicionais. Alterações na economia mundial, nas despesas do consumo, na concorrência, nas preferências demográficas e de consumo, na regulamentação governamental e nas condições económicas podem ter efeitos adversos em empresas com concessões globais e podem ter um maior impacto negativo do que se os ativos da estratégia tivessem sido investidos numa maior variedade de empresas. De forma geral, os valores dos títulos de ações também flutuam em resposta às atividades específicas de uma empresa. Investimentos em mercados estrangeiros acarretam riscos especiais, tais como riscos cambiais, políticos, económicos e de mercado. Ações de empresas de pequena capitalização comportam riscos especiais, tais como linhas de produto, mercados e recursos financeiros limitados, assim como maior volatilidade de mercado do que os títulos de empresas maiores e mais estabelecidas. Os riscos de investimentos em países de mercados emergentes são superiores aos riscos associados a investimentos em mercados desenvolvidos estrangeiros. Muitas vezes, as carteiras não diversificadas investem num número de emitentes mais limitado. Como tal, as alterações na condição financeira ou no valor de mercado de um único emitente podem resultar em maior volatilidade. Estratégia de opção de subscrição. A subscrição de opções de compra envolve o risco de que a Carteira pode ter de vender o instrumento ou título subjacente (ou liquidar em dinheiro um montante de valor igual) por um preço desvantajoso ou inferior ao preço de mercado do respetivo instrumento ou título, no momento em que é exercida a opção. Enquanto subscritor de uma opção de compra, a Carteira renuncia, durante a vida da opção, à oportunidade de lucrar com aumentos no valor de mercado do instrumento ou título subjacente, que cobre a opção acima da soma do prémio e do preço do exercício. Contudo, mantém o risco de perda em caso de redução do preço do instrumento ou título subjacente. Adicionalmente, a estratégia de subscrição de opção de compra da Carteira pode não a proteger totalmente contra quedas no valor de mercado. Existem riscos especiais associados à subscrição da opção não coberta, que expõe a Carteira a potenciais perdas significativas.
 

DISTRIBUIÇÃO

O envio e a distribuição da presente comunicação destinam-se exclusivamente a pessoas residentes em jurisdições onde tal distribuição ou disponibilização não contraria a legislação ou os regulamentos locais.

Irlanda: Morgan Stanley Investment Management (Ireland) Limited. Sede: The Observatory, 7-11 Sir John Rogerson's, Quay, Dublin 2, Irlanda. Registada na Irlanda com o número 616662. Regulada pelo Banco Central da Irlanda Reino Unido: A Morgan Stanley Investment Management Limited é autorizada e regulada pela Financial Conduct Authority. Registada em Inglaterra. Registo n.º 1981121. Sede: 25 Cabot Square, Canary Wharf, London E14 4QA. Dubai: Morgan Stanley Investment Management Limited (Escritório de Representação, Unit Precinct 3-7th Floor-Unit 701 and 702, Level 7, Gate Precinct Building 3, Dubai International Financial Centre, Dubai, 506501, Emirados Árabes Unidos. Telefone: +97 (0)14 709 7158) Alemanha: Morgan Stanley Investment Management Limited Niederlassung Deutschland, Grosse Gallusstrasse 18, 60312 Frankfurt am Main, Alemanha (Gattung: Zweigniederlassung (FDI) gem. § 53b KWG).. Itália: A Morgan Stanley Investment Management Limited, Milan Branch (Sede Secondaria di Milano) é uma sucursal da Morgan Stanley Investment Management Limited, uma sociedade registada no Reino Unido, autorizada e regulada pela Financial Conduct Authority (FCA) e com sede social em 25 Cabot Square, Canary Wharf, London, E14 4QA. A Morgan Stanley Investment Management Limited Milan Branch (Sede Secondaria di Milano) com balcão em Palazzo Serbelloni Corso Venezia, 16 20121 Milão, Itália e registada em Itália com o NIPC e NIF 08829360968. Países Baixos: Morgan Stanley Investment Management, Rembrandt Tower, 11th Floor Amstelplein 1 1096HA, Países Baixos. Telefone: +31 2-0462-1300. A Morgan Stanley Investment Management é uma sucursal da Morgan Stanley Investment Management Limited. A Morgan Stanley Investment Management Limited está autorizada e é regulada pela Financial Conduct Authority no Reino Unido. Suíça: Morgan Stanley & Co. International plc, London, sucursal de Zurique autorizada e regulada pela Eidgenössische Finanzmarktaufsicht ("FINMA"). Inscrita no Registo Comercial de Zurique CHE-115.415.770. Sede: Beethovenstrasse 33, 8002 Zurich, Suíça, Telefone +41 (0) 44 588 1000. Fax: +41(0) 44 588 1074.

EUA

Uma conta gerida em separado pode não ser adequada para todos os investidores. Contas separadas em que a gestão é efetuada de acordo com a Estratégia incluem um número de títulos e não irão acompanhar, necessariamente, o desempenho de qualquer índice. Analise cuidadosamente os objetivos de investimento, os riscos e as comissões da Estratégia antes de investir. É necessário um nível mínimo de ativos. Para obter informações importantes acerca do gestor de investimentos, consulte o Formulário ADV Parte 2.

Analise cuidadosamente os objetivos de investimento, os riscos, os encargos e as despesas dos fundos antes de investir. Os prospetos contêm estas e outras informações acerca dos fundos. Para obter um prospeto, descarregue-o em morganstanley.com/im ou ligue para 1-800-548-7786. Leia cuidadosamente o prospeto antes de investir.

A Morgan Stanley Distribution, Inc. serve de distribuidora dos fundos da Morgan Stanley.

NÃO SEGURADA PELA FDIC |NÃO OFERECE GARANTIAS BANCÁRIAS | PODE PERDER VALOR |NÃO SEGURADA POR QUALQUER AGÊNCIA GOVERNAMENTAL FEDERAL | NÃO É UM DEPÓSITO

Hong Kong: O presente documento foi publicado pela Morgan Stanley Asia Limited para utilização em Hong Kong e só será disponibilizado a "investidores profissionais", conforme definido no Decreto de Títulos e Futuros de Hong Kong (Cap 571). O conteúdo do presente documento não foi analisado nem aprovado por qualquer autoridade reguladora, incluindo a Securities and Futures Commission de Hong Kong. Da mesma forma, salvo quando a legislação relevante previr uma isenção, este documento não deverá ser emitido, circulado, distribuído, dirigido ou disponibilizado ao público em Hong Kong. Singapura: O presente documento não deverá ser considerado um convite à subscrição ou compra, direta ou indiretamente, pelo público ou por qualquer membro do público em Singapura que não seja (i) um investidor institucional nos termos da secção 304 da Lei relativa a Títulos e Futuros, Capítulo 289, de Singapura ("SFA"), (ii) uma "pessoa relevante" (incluindo investidores acreditados) nos termos da secção 305 da SFA e desde que esta distribuição esteja conforme as condições especificadas na secção 305 da SFA ou (iii) de outra forma nos termos e em conformidade com as condições de qualquer outra disposição aplicável da SFA. Esta publicação não foi revista pela Autoridade Monetária de Singapura. Austrália: Esta publicação é difundida na Austrália pela Morgan Stanley Investment Management (Australia) Pty Limited ACN: 122040037, AFSL No. 314182, que aceita a responsabilidade sobre o respetivo conteúdo. Esta publicação, e qualquer acesso à mesma, destina-se exclusivamente a "clientes institucionais" no âmbito da Lei Australiana das Sociedades.

Japão: Para investidores profissionais, a circulação e distribuição do presente documento destina-se a fins informativos apenas. Para quem não é investidor profissional, o presente documento é fornecido em relação à empresa Morgan Stanley Investment Management (Japan) Co., Ltd. ("MSIMJ") relativamente aos acordos de gestão de investimento discricionários ("IMA") e acordos de consultoria de investimento ("IAA"). Este documento não é uma recomendação ou solicitação de transações ou ofertas de quaisquer instrumentos financeiros particulares. Nos termos dos IMA, no que respeita a gestão de ativos de um cliente, o cliente estabelece previamente as políticas de gestão básicas e as comissões da MSIMJ para efetuar todas as decisões de investimento com base na análise do valor, etc. dos títulos, e a MSIMJ aceita a supramencionada comissão. O cliente delegará à MSIMJ os poderes necessários para efetuar o investimento. A MSIMJ exerce os poderes delegados com base nas decisões de investimento da MSIMJ e o cliente não efetuará instruções individuais. Quaisquer lucros e perdas de investimento pertencem aos clientes; o capital não é garantido. Analise cuidadosamente os objetivos de investimento e a natureza dos riscos antes de investir. Como comissão de consultoria de investimento para um IAA ou um IMA, será incorrido o montante dos ativos sujeitos ao contrato multiplicado por uma determinada taxa (o limite superior é de 2,20% anualmente [incluindo impostos]) proporcionalmente ao período do contrato. Para algumas estratégias, poderá ser incorrida uma taxa de contingência além da comissão supramencionada. Poderão, igualmente, ser incorridos encargos diretos, tais como comissões de corretagem para títulos incorporados. Uma vez que estes encargos e despesas são diferentes consoante o contrato e outros fatores, não é possível à MSIMJ apresentar previamente as taxas, os limites superiores, etc. Todos os clientes devem ler cuidadosamente os documentos fornecidos previamente à celebração de um contrato e antes de assinar um acordo. O presente documento é divulgado no Japão pela MSIMJ, Registado com o N.º 410 (Diretor do Departamento de Finanças Local de Kanto [Empresas de Instrumentos Financeiros]), Inscrição: a Associação de Corretores de Títulos Japoneses, A Associação de Fundos de Investimento, Japão, a Associação de Consultores de Investimento do Japão e a Associação de Empresas de Instrumentos Financeiros de Tipo II.

INFORMAÇÃO IMPORTANTE

EMEA: Esta comunicação de marketing foi emitida pela Morgan Stanley Investment Management Limited (“MSIM”). Autorizada e regulamentada pela Financial Conduct Authority. Registo em Inglaterra n.º 1981121. Sede: 25 Cabot Square, Canary Wharf, London E14 4QA.

Não existe qualquer garantia de que a estratégia de investimento irá funcionar nos termos das condições de todos os mercados, pelo que cada investidor deve avaliar a sua capacidade para investir a longo prazo, sobretudo durante períodos de recessão no mercado. Previamente ao investimento, os investidores devem rever cuidadosamente o documento de oferta relevante da estratégia/do produto. Existem diferenças importantes na forma como a estratégia é desenvolvida em cada um dos veículos de investimento.

Uma conta gerida em separado pode não ser adequada para todos os investidores. Contas separadas em que a gestão é efetuada de acordo com a Estratégia incluem um número de títulos e não irão acompanhar, necessariamente, o desempenho de qualquer índice. Analise cuidadosamente os objetivos de investimento, os riscos e as comissões da Estratégia antes de investir.

O presente material é uma comunicação geral, que não é imparcial e foi preparada exclusivamente para fins informativos e educacionais, pelo que não constitui uma oferta ou recomendação para comprar ou vender qualquer título em particular ou para adotar qualquer estratégia de investimento específica. As informações aqui contidas não foram baseadas numa consideração das circunstâncias de qualquer investidor individual e não constituem um conselho de investimento, nem devem ser interpretadas de modo algum como aconselhamento fiscal, contabilístico, legal ou regulamentar. Para esse efeito, os investidores devem procurar aconselhamento jurídico e financeiro independente, incluindo aconselhamento sobre consequências fiscais, antes de tomar qualquer decisão de investimento.

Salvo indicação em contrário no presente documento, os pontos de vista e as opiniões aqui expressas são as da equipa de gestão da carteira, são baseadas em questões conforme existentes à data de preparação e não a partir de qualquer data futura, e não serão atualizadas ou revistas para refletir informações que sejam disponibilizadas posteriormente ou circunstâncias que existam, ou alterações que ocorram em data posterior.

As previsões e/ou estimativas fornecidas no presente documento estão sujeitas a alterações e podem não acontecer realmente. Informações quanto a retornos de mercado e perspetivas de mercado expectáveis são baseadas em pesquisa, análise e opiniões dos autores. As presentes conclusões são de natureza especulativa, podem não ocorrer e não pretendem prever o desempenho futuro de qualquer produto Morgan Stanley Investment Management específico.

A MSIM não tem intermediários financeiros autorizados a usar e distribuir este documento, a menos que esse uso e distribuição sejam realizados em conformidade com o regulamento e a legislação aplicável.

Adicionalmente, os intermediários financeiros devem certificar-se de que as informações no presente documento são adequadas para qualquer pessoa a quem seja fornecido o presente documento tendo em conta as circunstâncias e objetivo da pessoa. A MSIM não será responsável e não aceita qualquer responsabilidade pelo uso ou uso indevido deste documento por qualquer um desses intermediários financeiros.

O todo ou qualquer parte deste documento não pode ser reproduzido, copiado ou transmitido nem qualquer dos seus conteúdos divulgados a terceiros sem o consentimento expresso por escrito da MSIM.

Toda a informação aqui contida é nossa propriedade e está protegida pelas leis de direitos de autor.

CRC 3082903  Exp. 05/30/2021

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido