Número de fundos de pensões aumenta e volume gerido diminui


O número de fundos de pensões existente em Março deste ano era de 186, tendo aumentado para 188 em Junho, segundo o relatório trimestral de Junho, da APFIPP, divulgado ontem. Apesar desta diferença positiva, o volume sob gestão foi penalizado, devido à transferência dos planos de pensões da banca para a Segurança Social.  Actualmente, o volume gerido em fundos de pensões é de 12.959,9 milhões de euros contra os 13.025 milhões de euros geridos no trimestre passado.

Em todas as categorias de fundos de pensões verificou-se uma diminuição do volume sob gestão. Nos fundos fechados, categoria com maior aumento dos activos sob gestão, em termos absolutos, desde inicio ano, existe uma evolução negativa, no último trimestre, de -0,4% (de 11.850,4 milhões de euros para 11.803,3 milhões de euros). A quota de mercado dos fundos fechados passa, todavia, de 91% para 91,1% motivada pela perda de 0,1% na quota de mercado dos fundos PPR, de 2,7% em Março (345,8 milhões de euros) para 2,6% em Junho, com 339,2 milhões de euros sob gestão. Nos outros fundos de pensões abertos, categoria com maior crescimento em termos percentuais, desde inicio do ano, houve uma perda de 1,3%, passando de 824,1 milhões de euros para 813,1 milhões de euros, apesar de manterem uma quota de mercado de 6,3%.

Sem alterações na quota de mercado, mas com uma variação negativa de 9,7% no volume sob gestão (de 4,6 milhões de euros para 4,2 milhões de euros) estão os fundos PPA (Plano Poupança Acções).

A sociedade gestora com maior volume sob gestão e maior quota de mercado é a Pensõesgere (3.733,7 milhões de euros). Contudo, o maior crescimento absoluto e percentual, no último trimestre, cabe à Sociedade Gestora do Fundo de Pensões do Banco de Portugal.  Por outro lado, a BPI Vida e Pensões, é a sociedade gestora com maior crescimento, percentual (10,3%) e absoluto (57,3 milhões de euros), desde o inicio do ano, de acordo com o relatório trimestre publicado pela APFIPP.

CGD Pensões gere o fundo de pensões aberto com melhor rendibilidade

O Caixa Reforma Garantida 2022 é o fundo com melhor rendibilidade efectiva, líquida de comissão gestão, nos últimos doze meses, de 15,58%, segundo dados da APFIPP. Em segundo lugar surge o PPR SGF Garantido com 9,80% e com 8,13% o Optimize Capital Pensões Moderado, gerido pela Banif Açor Pensões.

O Mais Lido