Tags: Negócio |

Novembro: o mês onde os OICVM investiram mais em Portugal


Depois de termos visto que a Portucel tomou as rédeas das cotadas nacionais preferidas pelos OICVM, no mesmo relatório da CMVM é possível analisar o valor do investimento realizado por estes agentes em valores mobiliários cotados. No final do mês de novembro, o valor total ascendia a mais de 4.534 milhões de euros, o que representa um acréscimo de 0,5% face ao mês anterior. Se compararmos com o final do ano passado,  o decréscimo ascende a 5%, com o valor da diferença monetária a situar-se em mais de 230 milhões de euros.

O Luxemburgo continua a ser o mercado preferido, com quase 843 milhões de euros. Este valor surge depois de uma queda de 0,5%, face ao mês de outubro. Em termos YTD, o valor aumentou em mais de 4%, já que no final do ano passado o montante tocava os 809 milhões de euros.

Portugal a crescer

O relatório mostra ainda o investimento realizado no mercado cotado português. De acordo com o regulador, o valor do investimento feito pelos OICVM em valores mobiliários nacionais ascendia a 519 milhões de euros, que se trata do valor mais alto do ano. Aliás, em 2016 foi a primeira vez que ultrapassou a fasquia dos 500 milhões de euros. Face ao final do ano passado, o montante cresceu quase 8%, e se compararmos com o valor de outubro, o valor aumentou em quase 18%.

Curiosamente, o valor investido em ações decresceu entre dezembro de 2016 e o final do mês passado, tendo passado de 217 para 162 milhões de euros. Também o valor investido em obrigações sofreu um revés, tendo passado de 134 para 93,5 milhões de euros. Desta forma, o valor agregado foi impulsionado pelos títulos de dívida pública, que cresceram mais de 107%, aumentando de 124 para mais de 258 milhões de euros.

Evolução do investimento em valores mobiliários cotados em Portugal

Investimento_em_ValoresMobCotadosNov16

Fonte: CMVM no final de novembro.

O Mais Lido