Tags: Emergentes | Latam |

Nova gestora brasileira terá como sócio o Credit Suisse Hedging Griffo


Aquele que é considerado um dos mais conceituados gestores do mercado de gestão de recursos brasileiros, Luís Stuhlberger, acaba de deixar o Credit Suisse Hedging Griffo (CSHG) para criar uma nova gestora, que, no entanto, contará também com a participação do CSHG como sócio minoritário. 

A nova gestora, denominada de “Verde Asset Management” deverá entrar em funções em janeiro de 2015, sendo Luís Stuhlberger o principal controlador da entidade. 

De acordo com um comunicado divulgado, para a nova gestora serão transferidos os fundos da família Verde, Ações Long Only, Long&Short e Global. Os restantes fundos de renda fixa, crédito privado e imobiliários, que totalizam um património de cerca de 15 mil milhões de reais devem permanecer sob gestão da CSHG. 

Stuhlberger é responsável pela criação e administração de um dos maiores fundos multimercados do mundo, fora dos Estados Unidos, o Hedging-Griffo Verde, que dará nome à nova entidade. Segundo a publicação brasileira Investidor Institucional, o gestor fará a proposta de “devolver cerca de 35% dos recursos do fundo aos cotistas, como forma de preservar a qualidade de gestão da nova asset”. 

Notícias relacionadas