Tags: Negócio | Ações |

Nordea 1 - Global Climate and Environment Fund: Foco total em beneficiários de soluções climáticas


A entidade gestora Nordea Asset Management disponibilizou a seguinte informação acerca do fundo Nordea 1 - Global Climate and Environment Fundclassificado com o selo Blockbuster pela Funds People:

Breve descrição do fundo

O Nordea 1 - Global Climate and Environment Fund foi lançado em 2008 para investir em empresas inovadoras que promovem uma sociedade sustentável e que gerem retornos atrativos ao reconhecer a falha na pesquisa nesta área.

O fundo investe em empresas mundiais que fornecem soluções climáticas para um futuro mais sustentável. A equipa de investimento utiliza uma abordagem bottom-up para identificar empresas com fixação de preços errada. A equipa acredita que o mercado é incapaz de influenciar eficazmente o impacto dos impulsionadores do Climate & Environment em futuros fluxos de dinheiro. A estratégia foca-se em identificar líderes globais por descobrir em segmentos ainda não explorados e que vão gerar retornos atrativos para os investidores.

Principais diferenças face a outros produtos no mercado

  • Foco total em beneficiários de soluções climáticas
  • Uma performance consistente e sólida: 7 em 8 anos de desempenho superior em relação aos seus peers.
  • Um universo de investimento que captura tanto beneficiários estabelecidos como beneficiários em ascensão.
  • Equipa de gestão de portefólio experiente e estável.
  • Forte plataforma de pesquisa global com foco no conhecimento da indústria e de cadeia de valor.
  • Processo de investimento estruturado e disciplinado com enfoque no investimento a longo prazo, abordagem fundamental bottom-up.
  • Análise e modelação proprietária no seu cerne.
  • Forte ênfase na construção do portefólio.

Objetivos de investimento

O fundo procura apresentar retornos atrativos ajustados ao risco e a longo prazo contra o amplo mercado global de ações ao investir em empresas que beneficiem da tendência Climate & Environment.

O fundo procura capitalizar negócios que ofereçam soluções para o clima e que contribuam para a transição para uma economia sustentável e pouco poluente. A longo prazo, o fundo ambiciona superar o mercado global de títulos com a volatilidade a não exceder os 25% do MSCI World. O objetivo do sub-fundo é fornecer os acionistas com valorização de capital a longo prazo.

Abordagem de investimento

O fundo investe em empresas globais que fornecem soluções para o clima para uma sociedade eficiente ao utilizar uma abordagem bottom-up. O processo disciplinado de investimento da equipa analisa os aspetos estratégicos e de valorização de potenciais candidatos de investimento. O resultado é concentrado num portefólio de ideias de alta convicção (40-60 ações subvalorizadas com uma tendência mid-cap e growth) que originam futuros fluxos de caixa de negócios significativos que contribuem para soluções para as alterações climáticas.

Restrições de investimento

- Por posição

Garantias individuais: 10% em termos absolutos.

- Geográficas

Sem restrições.

- Setoriais

Sem restrições.

Benchmark e tracking error

Não é utilizado nenhum benchmark para a atribuição de análise, mas o MSCI World é utilizado para fins de controlo de risco nos quais o risco do portefólio tem como meta os +25%, ou seja, 12,5% para o fundo se o MSCI World igualar os 10%.

Alternativas possíveis em termos de benchmark são representadas pelo FTSE ET50 Index e pelo MSCI Global Environment Index que utilizamos para estabelecer uma comparação apenas se a maior parte dos constituintes puder pelo menos adaptar-se ao nosso universo de investimento.

Número de títulos e rotatividade

Número médio de títulos: 48*

A rotatividade média dos últimos 5 anos tem sido de 47%.

  • 2015:24.31%
  • 2016:58.10%

*Período levado em consideração: 13/03/2008 – 30/04/2018

Política de risco

A equipa de Risk & Performance Anlysis opera o modelo BarraOne e é responsável por produzir relatórios de risco que são a base para desafiar continuamente os gestores de portefólio em relação aos níveis de risco. A equipa fornece relatórios diários sobre todas as métricas de risco relevantes, assim como as análises “ad-hoc” mediante pedido. A equipa de Risk & Performance Analysis relata diretamente ao Head of Nordea Asset Management e é independente da equipa de investimento. A equipa de implementação, também dentro dos investimentos, faz uma simulação “pre-trade” para evitar falhas quando o trading for realizado no portefólio. Estão marcadas reuniões mensais de gestão de risco com a equipa de gestão do portefólio. Estas consistem numa revisão crítica dos níveis de risco absolutos e relativos, mudanças na exposição e estilo dos fatores em relação ao processo de investimento específico. A equipa de Risk & Performance Analysis também destaca o potencial de novos fatores não capturados pelos modelos de risco em uso atualmente, assim como futuras melhorias e novas funcionalidades. A atribuição de desempenho serve como “input”.

Outra equipa de gestão de risco dentro da Operations of Nordea Asset Management serve como um nível de controlo separado. Este nível de controlo de risco separado assegura que potenciais falhas nos limites de risco são identificadas e relatadas à equipa de implementação e aos gestores de portefólio numa base “ex-ante”. A equipa de limite é responsável por atualizar e executar o sistema SimCorp Dimension Line Limit. A equipa controla diariamente se todos os portefólios estão em conformidade com as diretrizes do investimento. Quaisquer falhas são relatadas à equipa de implementação e aos gestores de portefólio para corrigir as falhas antes do fim de todos os dias úteis.

A Nordea Asset Management adotou procedimentos de gestão de risco. Porém, a política da Nordea não permite divulgar esse documento.

Na Nordea, a diretriz de “compliance” de gestão de risco e investimento é considerada como uma parte integral de gerir o negócio. Como tal, a Nordea Asset Management construiu uma plataforma sólida onde o risco é medido e monitorizado a três níveis diferentes:

1

NIM AB: Nordea Investment Management AB

NIM AG: Nordea Investment Management AG

NIM NAI: Nordea Investment Management North America, Inc.

NAM: Nordea Asset Management

1º nível: as equipas de investimento (tanto boutiques internas e externas) estão encarregues de supervisionar e monitorizar o risco dentro dos seus próprios portfolios, tais como a adesão dos limites de exposição e processo e das matrizes de mandato. As boutiques internas são apoiadas pela equipa de Análise de Performance e Risco que realiza uma análise de performance e de risco independente e exaustivo regularmente.

2º nível: a Nordea Investment Management Middle Office Risk Management segue a adesão a restrições aplicáveis, limites e barreiras relacionadas com o risco a nível do fundo diariamente. Asseguram que as possíveis lacunas são detetadas, intensificadas se necessárias e tomam-se ações corretivas de imediato. Assim, o Nordea Middle Office controla os limites de risco externos e internos (tal como a exposição gobal, VaR, risco de liquidez, exposição de contraparte) e desempenha backtests e testes de stress. Todos os controlos desempenhados e possíveis questões identificadas são devidamente reportadas ao 3º nível de controlo.

3º nível: o terceiro nível de controlo é assegurado pela Gestão de Risco, função que trata da revisão e avaliação dos relatórios recebidos e contribuições das funções de controlo anteriores. O terceiro nível também é responsável pelo seguimento relativamente a qualquer agravamento dos participantes acima mencionados, assegurando um processo de correção preciso e sem problemas, se necessário.

Política de liquidez

Como acima mencionado, o risco de liquidez do portefólio da Nordea Asset Management é medido pelo NIM AB Middle Office Risk Management (2º nível de controlo). O processo de gestão do risco de liquidez é aprofundado no seguinte documento:

http://www.nordea.lu/sitemod/upload/root/z-temp/staticlinks/internal-liquidity-monitoring-process.pdf

Cobertura cambial

O fundo não utiliza cobertura cambial.

Uso de derivados

O fundo não utiliza derivados.

Portefólio Turnover Rate (PTR)

O Portefólio Turnover Rate é o indicador da relevância dos custos adicionais incorridos por um fundo aquando da compra e venda de investimentos.

O PTR é calculado pelo fundo para os 12 meses seguintes no fim do fecho anual ou semi-anual de contas.

Fórmula utilizada no cálculo do PTR

1

Média de ativos líquidos

ptr2

*CU = unidades de moeda na moeda de contabilização do fundo

Processo de anualização para fundos lançados recentemente

ptr3

Notícias relacionadas

O Mais Lido