Tags: Obrigações |

Nordea 1 - European Covered Bond Fund: Elevada qualidade de crédito 


A entidade gestora Nordea AM disponibilizou a seguinte a informação acerca do fundo Nordea 1 - European Covered Bond Fund, classifcado com o selo Blockbuster pela Funds People:

Nordea 1 - European Covered Bond Fund 

Breve descrição do fundo

O fundo investe principalmente em obrigações cobertas que consideramos ser uma classe de ativo com uma qualidade de crédito muito alta. As obrigações são admitidas para uma lista oficial numa troca de ações ou transacionadas noutro mercado regulado dentro da OCDE e são emitidos por empresas ou instituições financeiras europeias.

O portfolio ativamente gerido identifica oportunidades de valor relativo por uma abordagem baseada no risco que se foca em research quantitativo e estratégias onde temos uma grande experiência e um track record comprovado. Além disso, há um processo de tomada de decisões rápido implementado com o objetivo de otimizar ao nível do portfolio. Isto também é muito importante para estar pronto para tirar partido de oportunidades no mercado principal.

A equipa de investimento desenvolveu ferramentas de definição de preços e modelagem de risco inovadoras que deverão assegurar que o fundo consiga resultados de investimento consistentes.

O processo de investimento das obrigações cobertas é orientado para o valor relativo. Procuramos investir em obrigações cobertas que oferecem valor relativo atrativo comparado às alternativas de investimento com características de risco semelhantes. Procuramos evitar apostas direcionais no nível da taxa de juro ou exposições concentradas ao crédito Beta. Isto poderá ser uma grande sobreponderação em obrigações cobertas do sul da Europa mais fracas relativamente à Alemanha. Em vez disso, focamo-nos em encontrar o melhor investimento dentro das obrigações cobertas do sul da Europa, sem tirar um grande crédito Beta nestes países.

Principais diferenças face a produtos semelhantes no mercado

A NAM tem um grande track record em explorar as ineficiências de mercado no mercado de obrigações cobertas europeias:

  • A Nordea tem uma equipa dedicada especializada em gerir obrigações cobertas europeias e dinamarquesas, com mais de 39 mil milhões de euros de ativos sob gestão (no dia 31 de março 2018). A equipa tem uma média de 19 anos de experiência, com uma equipa estável de gestores de carteiras, a trabalharem juntos durante mais de 10 anos.
  • A equipa funciona num mercado ineficiente e complexo, uma área onde investidores informados podem agarrar oportunidades ao serem ativos fora do benchmark. Desenvolveu ferramentas de definição de preço e modelagem de risco inovadoras que são cada vez mais importantes devido ao aumento da complexidade do mercado
  • Uma vez que a equipa tem um grande conhecimento dos mercados de obrigações cobertas escandinavas, dá ao fundo uma vantagem especial no processo de construção de um portfolio de obrigações cobertas altamente seguro. Os mercados de obrigações cobertas escandinavas oferecem o acesso a bancos fortes e cover pools apoiadas pelos empréstimos hipotecários à habitação de grande qualidade.

Objetivo de investimento

O objetivo do fundo é ultrapassar o benchmark (iBoxx EUR Covered Bond Index) ao investir principalmente em obrigações cobertas europeias.

Restrições de investimento

- Qualidade de emissores

Um mínimo de 2/3 dos ativos totais do fundo deverão estar sempre investidos em títulos que têm no mínimo a classificação de A-/A3/A- do S&P, Moody’s ou Fitch. Um máximo de 10% dos ativos totais do sub-fundo pode ser investido em obrigações com rating inferior a BBB-/Baa3/BBB-e/ou obrigações não classificadas.

- Geográficas

Principalmente na Europa, numa jurisdição de obrigações cobertas menos vasta fora da Europa. Toda a exposição sem ser a euros é totalmente coberta de volta para euros.

- Setoriais

Um mínimo de 2/3 dos ativos totais do fundo em obrigações cobertas emitidas tanto por empresas ou instituições financeiras domiciliadas ou que exercem grande parte das suas atividades económicas na Europa.

Na prática, a estratégia de investimento usa esta flexibilidade para investir em obrigações governamentais (normalmente não mais do que 10-15%).

Intervalos de duração

A duração efetiva no fim de abril era de 4,46

Intervalo de duração histórico: 3,45-6,15**

 

**Período sob consideração: 5 de julho 1996- 30 de abril 2018

Benchmark e tracking error

  • Benchmark: Iboxx EUR Covered Bond Index
  • Tracking error (histórico, baseado em observações mensais): 1%**

**Período sob consideração: 30 de maio 2012- 30 de abril de 2018

Número de títulos e rotatividade

Número de títulos médio: 55**

Rotatividade: 151,08% (Taxa de rotatividade de carteira1, no final de 2017)

  • Rotatividade histórica:
  • 2016: 183.06%
  • 2015: 262.15%

**Período sob consideração: 5 de julho de 1996 – 30 de abril 2018

Política de risco

A Nordea Asset Management tem procedimentos de Gestão de Risco implementados. No entanto, a política da Nordea é não revelar esse documento.

Na Nordea, a gestão de risco e o cumprimento de matrizes de investimento são considerados uma parte essencial no funcionamento do negócio. Assim, a Nordea Asset Management construiu uma plataforma sólida onde o risco é medido e monitorizado a três níveis diferentes:

1

NIM AB: Nordea Investment Management AB

NIM AG: Nordea Investment Management AG

NIM NAI: Nordea Investment Management North America, Inc.

NAM: Nordea Asset Management

1º nível: equipas de investimento (tanto boutiques internas e externas) estão encarregues de supervisionar e monitorizar o risco dentro dos seus próprios portfolios, tal como a adesão dos limites de exposição e processo e das matrizes de mandato. As boutiques internas são apoiadas pela equipa de Análise de Performance e Risco que realiza uma análise de performance e de risco independente e exaustivo regularmente.

2º nível: a Nordea Investment Management Middle Office Risk Management segue a adesão a restrições aplicáveis, limites e barreiras relacionadas com o risco a nível do fundo diariamente. Asseguram que as possíveis lacunas são detetadas, intensificadas se necessárias e tomam-se ações corretivas de imediato. Assim, o Nordea Middle Office controla os limites de risco externos e internos (tal como a exposição gobal, VaR, risco de liquidez, exposição de contraparte) e desempenha backtests e testes de stress. Todos os controlos desempenhados e possíveis questões identificadas são devidamente reportadas ao 3º nível de controlo.

3º nível: o terceiro nível de controlo é assegurado pela Gestão de Risco, função que trata da revisão e avaliação dos relatórios recebidos e contribuições das funções de controlo anteriores. O terceiro nível também é responsável pelo seguimento relativamente a qualquer agravamento dos participantes acima mencionados, assegurando um processo de correção preciso e sem problemas, se necessário.

Política de liquidez

Tal como mencionado acima, o risco de liquidez do portfolio da Nordea Asset Managemet é medido pela NIM AB Middle Office Risk Management (2º nível de controlo). O processo de gestão de risco de liquidez da NAM está detalhado no seguinte documento: http://www.nordea.lu/sitemod/upload/root/z-temp/staticlinks/internal-liquidity-monitoring-process.pdf

Cobertura cambial

Se houver exposições cambiais, essas são cobertas de volta para euros por meios de derivados (FX forwards)

Uso de derivados

O sub-fundo pode usar derivados como parte da estratégia de investimento, para fins de cobertura, para aplicar técnicas de gestão de carteiras eficientes.

 

1 Please refer to the appendix for the Portfolio Turnover Rate principles.

Empresas

Notícias relacionadas