Tags: Negócio |

Navegar ao sabor do vento ou remar contra a maré?


(Este artigo de opinião é da autoria da Golden Wealth Management. Consulte este e outros artigos no blogue da Golden Wealth Management)

Atualmente, quando pensamos em mercados financeiros, imediatamente pensamos em entidades monolíticas, quase como se tivessem uma personalidade própria. De facto, é difícil tomar consciência dos mercados como sendo compostos por todos os agentes de mercado, que por sua vez representam milhões de pessoas em todo o mundo. No fundo, uma parte importante do seu comportamento pode ser associada à psicologia de massas, cabendo à área de finanças comportamentais o seu estudo.

O que pode motivar a tomada de decisão de investimento de um indivíduo? Qual o melhor momento para comprar ou vender uma determinada posição? Será melhor aceitar o clima vigente no mercado ou, em alternativa investir “contra” o mesmo? Todas estas questões levaram a que surgissem duas filosofias distintas de investimento, o Contrarian Investing e o Trend following/Momentum Investing. Apesar de serem a negação uma da outra, não se tratam de convicções opostas, isto é, ao passo que os contrarians acreditam que a forma de potenciar a geração de retornos positivos é detetar e investir nos ativos que estejam a ser indevidamente penalizados pelo mercado e alienar posições que se encontrem excessivamente valorizadas, os investidores de momentum excluem qualquer tipo de convicção própria e através da identificação de padrões de evolução de preços, investem nos ativos por forma a aproveitar esses mesmos movimentos.

Trend following ou Contrarian

Uma diferença assinalável entre estas duas posturas é também o tipo de análise que tipicamente serve de base para a formação das ideias de investimento, já que no caso do Trend following a análise técnica possibilita a identificação das tendências de curto/médio prazo, e dessa maneira a concretização de pontos de entrada e de saída. No que toca aos investidores Contrarian, o reconhecimento de uma má avaliação por parte do mercado pode ser obtido através da análise fundamental, e pelo diferencial que emana dessa comparação. Apesar disso, alguns investidores apologistas desta filosofia usam análise técnica para beneficiar do fenómeno de reversão para a média, isto é, ativos que se encontrem muito desviados dos seus pares terão tendência a aproximar-se dos mesmos a longo prazo.

No fundo, estas duas abordagens apoiam-se num ponto muito importante, que é o Sentimento vigente no mercado, para ancorar as decisões de investimento. No caso de uma estratégia trend following, materializa-se ora aproveitando a trajetória de valorização de um ativo comprando o mesmo (normalmente são empresas vistas como market darlings), ora vendendo uma posição que se encontre com uma tendência de depreciação. No âmbito de uma estratégia contrarian assume-se uma postura compradora de posições cuja perceção das mesmas pelos agentes de mercado seja negativa, e por isso, com uma avaliação deprimida, e no oposto de espectro, procura-se alienar posições das quais o mercado tenha expectativas elevadas ou exacerbadas.

Usando linguagem náutica, podemos descrever estas duas posturas como navegar ao sabor do vento (momentum) e remar contra a maré (contrarian). Ora estas expressões ganham ainda mais relevância se as analisarmos em maior profundidade, pois uma postura de aproveitamento das forças inerciais (tendência do mercado) faz sentido quando as mesmas têm a direção que acreditamos ser a correta. Quando discordamos dessa direção, devemos por isso usar de esforços para apontar na orientação que consideramos como a mais apropriada. Mais uma vez, tal e qual como na navegação, podemos assumir que a primeira atitude é muito menos árdua do que a segunda, que exige uma disciplina considerável e uma convicção profunda que as decisões de investimento são acertadas. Tal deve-se a poder haver um período temporal alargado até o comportamento dessas posições vir a refletir a valorização que levou o investidor a tomar a decisão.

Há uma quantidade considerável de literatura académica que incide sobre estas duas estratégias, com fundamentação teórica para a validade da adoção de qualquer uma delas, sendo por essa razão extremamente difícil sustentar inequivocamente o triunfo de uma sobre a outra.

Apesar das grandes dificuldades em manter a perseverança necessária para obter sucesso com uma estratégia contrarian o maior potencial de captura de valor pode, em conjunto com práticas sãs de investimento, encontrar-se nessa filosofia. A melhor forma de terminar será com alguma sabedoria de um dos seus maiores e mais famosos proponentes:

Warren Buffet

“A business or stock is not an intelligent purchase simply because it is unpopular; a contrarian approach is just as foolish as a follow-the-crowd strategy. What’s required is thinking rather than polling
Most people get interested in stocks when everyone else is. The time to get interested is when no one else is. You can’t buy what is popular and do well.
You are neither right nor wrong because the crowd disagrees with you. You are right because your data and reasoning are right
I will tell you how to become rich…

Be fearful when others are greedy. Be greedy when others are fearful

Consulte este e outros artigos no blogue da Golden Wealth Management.

Notícias relacionadas

O Mais Lido