Tags: Negócio |

Mundo Ocidental em alerta a vários níveis


Os riscos geopolíticos que se podem transformar a qualquer altura em algo de grave e um BCE activo marcam a actualidade dos mercados financeiros.

Com a situação cada vez mais confusa na Ucrânia, com Putin a negar envolvimento na questão para logo a seguir Porochenko e Putin acordarem um cessar-fogo (??), o mundo assiste com temor à extrema violência utilizada pelo ISIS, que com ameaças constantes aos Estados Unidos e agora também ameaçando matar um jornalista Inglês, coloca o mundo ocidental em estado de alerta para o próximo dia 11 de setembro, aniversário dos atentados às torres gémeas. 

A ideia de que os 11 aviões comerciais roubados do aeroporto de Tripoli podem ser usados para atentados terroristas é uma séria ameaça, levada a sério por todos e que pode elevar este caso para níveis fora de controlo.

Entretanto o BCE surpreendeu o mercado ao descer as suas taxas em 0.10%, para um mínimo histórico de 0.05%. A facilidade de depósito junto do BCE desceu para -0.20%, enquanto a facilidade marginal de crédito passou para os 0.30%. Por outro lado, o BCE vai arrancar em outubro com o programa ABS, visando desbloquear o fluxo de crédito à economia, numa operação que deve rondar os 500 mil milhões de euros. De referir ainda que esta decisão do BCE foi obtida por maioria e não por unanimidade como é costume.

(Imagem de prima_stella, Flickr, Creative Commons)

O Mais Lido