Tags: Emergentes | Latam |

Multiestratégia lidera captação líquida da indústria em Outubro


Na categoria de fundos multiestratégia, os fundos mutimercados multiestratégia são os mais beneficiados, com um total de entradas líquidas, em Outubro, de 5,8 mil milhões de reais e, no ano, de 26 mil milhões de reais. Na situação contrária, estão os fundos multimercados juros e moedas que têm uma captação líquida negativa, no último mês, de 636 milhões de reais e, no ano, de 13 mil milhões.

Os fundos multimercados multiestratégia, com um património líquido de 272,2 mil milhões, segundo dados da ANBIMA, representam 59,7% em termos de participação destes fundos na categoria. Já os fundos multimercados juros e moedas têm a segunda maior percentagem, mas com significativa diferença para a primeira, 17,6%, correspondendo a um património líquido total de 80,1 mil milhões de reais. O património dos fundos nesta categoria têm vindo a aumentar desde 2004, beneficiando de movimentos de migração de recursos dos fundos de obrigações para estes (22,6 mil milhões de reais em 2005; 24,2 mil milhões em 2006 e 28 mil milhões em 2011).

A categoria multiestratégia que detém um património líquido total de 456,3 mil milhões de reais, apresenta rendibilidades acumulados no ano superiores aos 8%, sendo o 'benchmark' utilizado o Índice de 'Hedge Funds' representativo dessa indústria no Brasil. Este índice apresenta uma rendibilidade acumulada no ano de 12,56% sendo os fundos multiestratégia macro os únicos que batem o índice, com uma rendibilidade, no período, de 14,56%. Os fundos multimercados multiestratégia têm um retorno de 12,13%. Assim sendo, desta categoria, os fundos mais rentáveis – multiestratégia macro – representam participam em 13,2% na categoria, o que equivale a 60,1 mil milhões de reais. Estes fundos sofreram, ainda, no mês de Outubro resgates na ordem dos 626,3 milhões de reais, apesar de, no ano, o resultado da captação líquida ser positivo, de 6,2 mil milhões. 

Notícias relacionadas