Multiativos defensivos foi a categoria que mais captou desde o início do ano


De acordo com os dados avançados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios, o contexto do mercado nacional é positivo no que diz respeito ao saldo entre subscrições e resgates nos primeiros cinco meses do ano. Isto porque o saldo de subscrições líquidas total entre as várias categorias terminou o mês de maio nos 175,49 milhões de euros, resultante de um total de subscrições de 772,45 milhões de euros e de um total de resgates de 1.110,14 milhões de euros.

Outra das conclusões que podemos retirar destes últimos dados revelados pela APFIPP está relacionada com as categorias que melhor saldo de subscrições líquidas registaram durante o período em análise. Assim, o momento mais conturbado vivido pelos mercado desde o final de janeiro parece refletir-se nos fluxos registados pelas diferentes categorias, com a categoria de fundos multiativos defensivos a surgir como aquela que melhor saldo obteve desde o início do ano – cerca de 117,21 milhões de euros.

Já a segunda e a terceira categoria que melhor saldo entre subscrições e resgates obtiveram são ambas do segmento obrigacionista. O segundo melhor saldo pertenceu, assim, à categoria de fundos de obrigações de taxa indexada euro, com um total de subscrições líquidas de 69,24 milhões de euros, enquanto que o terceiro melhor saldo pertenceu à categoria de fundos de obrigações euro, com 56,36 milhões de euros.

 No lado oposto terminaram os fundos de investimento alternativo, que no seu conjunto registaram um saldo de subscrições líquidas negativo de 141,40 milhões de euros. Este valor deveu-se, em grande parte, ao contributo negativo das subcategorias de fundos de investimento alternativo de curto prazo e monetário curto prazo, cujo saldo se fixou nos 98,21 milhões de euros e 32,33 milhões de euros, respetivamente.

Captura_de_ecra__2018-06-08__a_s_17

Fonte: APFIPP, abril de 2018

Mês de abril mantém tendência 

Olhando para o saldo registado pelas diferentes categorias APFIPP durante o mês de abril verificamos que o contexto manteve a mesma tendência. De facto, a categoria de fundos multiativos defensivos foi a categoria que melhor saldo entre subscrições e resgates registou (17,68 milhões de euros), seguindo-se as categorias de fundos de obrigações de taxa indexada euro (16,11 milhões de euros) e fundos de obrigações euro (11,56 milhões de euros).

Notícias relacionadas

O Mais Lido