Tags: Lançamentos | Ações |

Morningstar finaliza uma ferramenta para saber a exposição por receitas dos fundos


Uma coisa é a bolsa na qual uma empresa cota e outra muito diferente é o lugar onde essa empresa está a gerar os seus lucros. Sabem-no bem muitos investidores com exposição a ações, onde muitas das blue chips geram grande parte dos seus lucros e receitas em regiões distintas do planeta, pelo que espirros em países de outras latitudes se tornam em constipações no mercado em causa. 

Morningstar está agora a finalizar uma ferramenta para conhecer a exposição por receitas não só dos principais índices bolsistas, mas também dos próprios fundos de investimento. Assim, o investidor poderá saber exatamente qual é o risco que o gestor está a assumir de uma forma muito mais fiel do que a informação que a área geográfica onde está a investir lhe oferece.

Por exemplo, no caso do S&P 500, trata-se de um índice que reúne as 500 maiores empresas dos Estados Unidos. Contudo, menos de dois terços das receitas que estas empresas geram vêm deste país. Mais concretamente, tratam-se de 62%. Os 38% restantes vêm de outras partes do planeta, principalmente da Europa (14%) e da China (7,5%).

capa_287560

A empresa de análise continua a trabalhar neste projeto, que tem previsto estar disponível no final de 2018. Uma vez lançada a ferramenta, os investidores poderão conhecer exatamente a exposição por receitas dos vários fundos de investimento, o que lhes irá permitir estar conscientes de uma forma muito mais precisa do risco que o gestor ou gestores da estratégia estão a assumir.

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente