Morningstar atribui 'rating' Bronze ao BPI GIF Opportunities


Na revisão mensal feita pela Morningstar aos 'ratings' qualitativos dos fundos de investimento, dois fundos BPI, registados no Luxemburgo, o BPI GIF Opportunities R Acc e o BPI GIF High Income Bond I, surgem qualificados como bronze e neutral, respectivamente.

 
O BPI GIF Opportunities, segundo analisa Alvaro Liniers, da Morningstar, "é um fundo que recuperou grande parte da rendibilidade perdida em 2011, até Setembro, e a razão está na aposta na empresa Tanzanian Royalty Exploration Corp que sofreu um recuo significativo em 2011 e que, ao recuperar em 2012, impulsionou o fundo". O analista acrescenta que, "movimentos como este encaixam perfeitamente com a filosofia do fundo. O BPI GIF Opportunities, dissociado do índice MSCI World, e no qual a equipa gestora deposita as suas maiores convicções, sejam sectoriais ou nomes individuais".
 
Na análise, a Morningstar salienta a capacidade e experiência de gestão de Virgílio Garcia, responsável de acções da BPI Gestão de Activos, assim como a qualidade da gestora portuguesa. Neste sentido, a atribuição do 'rating' bronze deve-se à confiança que estes analistas depositam no fundo, reconhecendo que "a sobreponderação a sectores tradicionalmente voláteis como o energético pode supor variações na rendibilidade", apesar de gostarem de ver "que historicamente o gestor manteve um nível de risco (volatilidade) similar à categoria (acções global grande capitalização estilo misto), limitando melhor do que os fundos concorrentes, as perdas nos momentos de queda do mercado". 
 
Por último, a Morningstar destacou, na revisão de Outubro, outro fundo da BPI Gestão de Activos, o BPI GIF High Income Bond I. Este fundo replica o fundo nacional BPI OARAR e recebe uma notação neutral, ou seja, os analistas consideram que o fundo não têm uma rendibilidade excelente, mas cujo comportamento não é excessivamente pior que a média.
Empresas

Notícias relacionadas