Morgan Stanley compra a Eaton Vance por 7.000 milhões de dólares


A Morgan Stanley vai comprar a Eaton Vance por 7.000 milhões de dólares. As gestoras anunciaram que chegaram a um acordo definitivo para a compra-venda do negócio de soluções de investimento e banca privada da Eaton Vance, que somam 500.000 milhões de dólares em ativos sob gestão. Segundo explicam no comunicado, a aquisição reforça a Morgan Stanley nos negócios de escala de Ativos institucionais, Banca Privada e Gestão de Ativos. A soma dos segmentos de banca privada e soluções de investimento vão elevar os ativos da Morgan Stanley para os 4,4 biliões de dólares.

Com a operação o negócio de gestão de ativos da MS, Morgan Stanley Investment Management (MSIM), passará a gerir 1,2 biliões em ativos e contará com receitas de 5.000 milhões de dólares. “A MSIM e a Eaton Vance são negócios altamente complementares com uma sobreposição limitada nas suas capacidades de investimento e distribuição”, afirmam. “A Eaton Vance é líder do mercado nas áreas-chave de crescimento secular, que incluem contas individuais separadas, soluções de investimento personalizadas através da Parametric e investimento responsável ESG através da Calvert. Como líder em soluções de obrigações de valor agregado, a Eaton Vance preenche os vazios de produtos e oferece aumenta a qualidade da marca MSIM”, acrescentam. O objetivo é capitalizar as plataformas de distribuição de ambas as empresas, ao unir a distribuição retail da Eaton Vance nos EUA com a internacional da MSIM.

Segundo os cálculos da entidade, a fusão vai permitir à Morgan Stanley gerar retornos financeiros atrativos através de uma maior escala, distribuição melhorada, aforros de custos (estimado em 150 milhões de dólares ou 4% dos gastos da MSIM e da Eaton Vance) e oportunidades de receitas.

Termos da operação
Espera-se que a compra fique concluída no segundo trimestre de 2021. Segundo os termos do acordo de fusão, os acionistas da Eaton Vance vão receber 28,25 dólares por ação em numerário e 0,5833 em ações ordinárias da Morgan Stanley, o que representa uma contraprestação total de aproximadamente 56,50 dólares por ação. A contraprestação total paga aos detentores de ações comuns da Eaton Vance consistirá em aproximadamente 50% dinheiro e 50% em ações comuns da Morgan Stanley.

O acordo de fusão também contém um procedimento de eleição que permite a cada acionista da Eaton Vance escolher receber tudo em dinheiro ou tudo em ações, sujeito a um mecanismo de repartição e ajuste. Além disso, os acionistas comuns da Eaton Vance vão receber um dividendo em dinheiro especial único de 4,25 por ação que a Eaton Vance vai pagar antes do fecho aos acionistas da Eaton Vance com base nos recursos existentes do balanço. Prevê-se que a transação não estará sujeita a impostos para os acionistas da Eaton Vance se receberem ações ordinárias da Morgan Stanley como contraprestação. A transação foi aprovada pelos trustees com direito a voto que possui todas as ações ordinárias com direito a voto da Eaton Vance.

Ao fazer o pagamento de 50% em dinheiro, a Morgan Stanley utilizará aproximadamente 100 pontos base do capital excedente. Espera-se que o seu common equity tier 1 ratio se vai manter aproximadamente 300 pontos base acima do requisito de reserva de capital de stress (SCB) da empresa de 13,2%. A financeira antecipa que a transação seja equilibrada com os lucros por ação de imediato e que se acumule marginalmente a partir de então, com sinergias de custos totalmente incorporadas, e traga aproximadamente 100 pontos base ao capital comum tangível.

Empresas

Notícias relacionadas