Tags: Negócio |

Montepio Gestão de Activos registou maior subida na gestão discricionária de carteiras em Junho


O valor das carteiras sob gestão aumentou 0,1% desde o início do ano até ao passado mês de Junho. Se a comparação for feita com Junho do ano passado, a variação foi de 10,1%, sendo que em Junho de 2012 o volume gerido era de 47.446,8 milhões de euros, e em Junho deste ano o valor ascendeu aos 52.223,0 milhões de euros.

Em Junho, o maior crescimento percentual face ao mês de Maio pertenceu à Montepio Gestão de Activos, que subiu 3,4% fixando o seu valor de volume gerido nos 1.139,8 milhões de euros no mês de Junho. A mesma situação a contecer em termos de crescimento em valores absolutos, tendo o Montepio aumentado 37,5 milhões de euros de Maio para Junho.

O maior volume de activos sob gestão pertence à Caixagest com 19.431,3 milhões de euros, o que se traduz numa quota de 37,2%. A F&C Portugal aparece de seguida com 13.786, 0 milhões de euros e com uma quota de 26,4%.

Desde o iníco do ano o maior aumento percentual foi da Dunas Capital – Gestão de Activos, com 54,1%. Em termos de valores absolutos, o maior crescimento nos activos sob gestão desde o início do ano até junho foi a ESAF- GP que teve um aumento de 786,2 milhões de euros.

Em Junho de 2013 a classe de activos com maior peso nas carteiras de Gestão de Patrimónios era a das obrigações diversas, com 36,1%, seguida da dívida pública com 32,5%.

No mês de Junho a classe de activos que ganhou maior quota face às restantes foi a da “Liquidez+outros” que registou um aumento de importância relativa de 0,3%.

Já a dívida pública é classe de activos que desde o início do ano registou maior aumento de peso na estrutura das carteiras de Gestão de Patrimónios passando dos 28,9% para os 32,5%.

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido