Tags: Negócio |

Montante sob gestão nos OICVM estrangeiros cresceu 2,5% no segundo trimestre


São mais de 2.800 milhões de euros que os Organismos de Investimento Coletivo em Valores Mobiliários (OICVM) estrangeiros têm em Portugal. Este é o valor publicado pela CMVM no final do segundo trimestre do ano. Face ao trimestre anterior, houve um aumento de 2,5%. No entanto, se compararmos com o final do ano passado, o valor é mais baixo em cerca de 3%.

Ainda assim, se analisarmos os últimos cinco anos - desde junho de 2012 - o crescimento atinge mais de 260%, tendo passado de 634 milhões para 2.816 milhões de euros. O gráfico seguinte mostra a evolução do montante global sob gestão que os OICVM estrangeiros têm em Portugal.

OICVM estrangeiros em Portugal

OICVM_estrangeiros_Jun16

Fonte: CMVM

Três maiores entidades com quase dois terços do mercado

As três maiores entidades comercializadoras distribuíram mais de 1.824 milhões de euros, representando quase 66% do montante total sob gestão dos OICVM estrangeiros. A maior entidade, com 670 milhões de euros, é o Deutsche Bank, sendo seguido do Bankinter e do Banco Best. O Bankinter – que comprou a atividade do Barclays Bank em Portugal – surge com 636 milhões, enquanto que o Banco Best aparece com 517 milhões de euros.

Em termos de número de OICVM estrangeiros, o Banco Best continua a ser a maior plataforma, com 85 OICVM estrangeiros disponíveis. Segue-se o Deustche Bank com 34 e o ActivoBank e o BiG com 31 OICVM estrangeiros comercializados.

As entidades que comercializam mais de dez OICVM estrangeiros

OICVM_estrangeiros_comercializados_Jun16

Fonte: CMVM

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente