Tags: Negócio |

Mercado nacional de fusões e aquisições movimenta 1,4 mil milhões de euros em novembro


1,4 mil milhões: este foi o montante movimentado pelo mercado nacional de fusões e aquisições, montante esse que representa um crescimento de 209% face ao período homólogo de 2017. Os dados foram revelados pela Transactional Track Record no seu relatório mensal, no qual podemos ainda verificar que este montante surge de 23 operações, um número inferior ao registado no mesmo período do ano passado (menos 7,41%).

Quando comparados os primeiros onze meses de 2018 com os primeiros onze meses de 2017 verifica-se uma dinâmica semelhante. Isto é, apesar das 300 operações desde o início deste ano (menos 4,5% face ao ano transato), o montante das 132 operações que revelaram as suas informações financeiras ascende a 18,6 mil milhões de euros, o que representa um aumento de 65,2% em comparação com igual período do ano passado.

Captura_de_ecra__2018-12-05__a_s_14

Fonte: TTR, novembro de 2018

Imobiliário mantém dinamismo

De acordo com o relatório, o sector imobiliário surge novamente como aquele que maior número de transações registou, com um total de oito. Desde o início do ano, este sector regista já um total de 76 operações, valor que representa um crescimento de 19% em comparação com igual período do ano passado. O sector da tecnologia surge logo a seguir, com um total de 38 operações nos primeiros onze meses do ano, embora em novembro o sector financeiro e seguros tenha sido o segundo sector mais ativo, com um total de cinco operações mensais – no total do ano conta já com 33 operações, um crescimento de 22% face ao período homólogo de 2017. Nota, ainda, para o sector turismo, hotelaria e restaurantes que desde o início do ano registou um total de 27 operações, um total que representa um aumento de 93% em comparação com o mesmo período de 2017.

Captura_de_ecra__2018-12-05__a_s_14

Fonte: TTR, novembro de 2018

Relação ibérica em evidência

No que diz respeito às operações cross-border desde o início do ano, os investimentos estrangeiros no mercado português (aquisições inbound) contam já com um total de 136 operações. Deste total, 41 correspondem a investimentos realizados por empresas espanholas, cujo montante ultrapassa os 2,2 mil milhões de euros. Já do lado do investimento português no estrangeiro, a vizinha Espanha surge novamente em destaque, com um total de 585 milhões de euros, resultantes de 13 operações.

Captura_de_ecra__2018-12-05__a_s_14

Fonte: TTR, novembro de 2018

Venture Capital destaca-se em 2018

O relatório revela ainda que o número de transações relativas à compra de participações em empresas portuguesas por parte de fundos de investimentos de Private Equity e Venture Capital estrangeiros registou um aumento de 28,6% desde o início do ano, contabilizando-se um total de 27. Sobre este valor, a entidade destaca que este “foi fortemente influenciado pelo volume de operações de Venture Capital registadas no acumulado do ano”. De facto, neste segmento foram anunciadas 39 operações nos primeiros 11 meses do ano, total que representa um crescimento de 34% face a igual período do ano passado. Quanto ao volume destes investimentos, este ascende a 457 milhões de euros – um aumento de 408%.

Captura_de_ecra__2018-12-05__a_s_14

Fonte: TTR, novembro de 2018

Do lado do segmento de Private Equity, o penúltimo mês do ano trouxe uma nova face, no qual se registou um aumento mensal de 50% no número de transações, com o volume investido a ascender a 194 milhões de euros. Não obstante, no acumulado do ano o cenário permanece menos positivo, verificando-se um total de 32 operações (queda de 32% face a 2017), sendo que apenas foram revelados os valores de 18 delas, com o valor a ascender a 2,4 mil milhões de euros – um decréscimo de 65%.

Captura_de_ecra__2018-12-05__a_s_14

Fonte: TTR, novembro de 2018

Notícias relacionadas

O Mais Lido