Tags: Negócio | Europa |

Mercado europeu de fundos de investimento cresce mais de 5% em Abril


O total de activos geridos por fundos de investimento europeus, no quarto mês deste ano, somou um total de 9.472,9 milhões de euros, o que representa um crescimento de 1,4% face a Março. Estes valores representam um aumento de 6,2% desde o início do ano.

Na mesma data, os fundos harmonizados geriam 6.780,7 mil milhões de euros, mais 1,2% do que acontecia no final de Março. Comparando com o final de 2012 os fundos harmonizados geriam em Abril mais 8,1%.

No mês de Abril, os fundos não harmonizados registaram um aumento mensal de 1,8%, variação semelhante à que se regista desde o início do ano, e que permite a estes fundos somarem 2.692,2 mil milhões de euros.

No que diz respeito às subscrições líquidas, Abril de 2013 apresentou valores positivos de 63,2 mil milhões de euros, dos quais 42,7 mil milhões de euros são referentes a fundos harmonizados e 19,5 mil milhões de euros a fundos não harmonizados.

O total de subscrições líquidas durante 2013 apresenta um resultado positivo de 240,7 mil milhões de euros, dos quais 174,9 mil milhões de euros são de fundos harmonizados e 65,9 mil milhões de fundos não harmonizados.

O maior volume de activos sob gestão, no período, é, naturalmente, arrecadado pelo Luxemburgo, com 2.565,3 mil milhões de euros, representando 27,1% do total. No mesmo mês, a França foi o país que se seguiu registando o segundo maior volume de activos sob Gestão, com 1.520,0 mil milhões de euros, o que representa 16% do total.

Também nas subscrições líquidas, o Luxemburgo foi à frente no mês de Abril com 32,5 mil milhões de euros. Em seguida, o país que registou maiores subscrições líquidas foi a Irlanda, com 25,9 mil milhões de euros.

Em tendência contrária estiveram a França e a Grécia que, respectivamente, registaram subscrições líquidas negativas no valor de 14,5 mil milhões de euros e 0,2 milhões de euros.

Também no total de entradas durante os meses já passados de 2013, o Luxemburgo liderou somando 110,7 mil milhões de euros. De ressalvar que estes valores em relação Luxemburgo surgem devido a um enquadramento legal mais favorável ao mercado de fundos de investimento do que noutros países. A Irlanda surge em seguida com 69,3 mil milhões de euros de subscrições líquidas durante os meses já passados de 2013.

Notícias relacionadas

O Mais Lido