Tags: Movimentos |

Mercado de fusões e aquisições movimenta 1,9 mil milhões de euros no primeiro trimestre


O Relatório Mensal de M&A da Transactional Track Record (TTR) demonstra que desde o início de 2019 foram registadas 82 transações em Portugal, número que se traduz numa quebra de 9,8% comparativamente à mesma janela temporal de 2018.

Relativamente aos subsectores, o segmento da Tecnologia liderou os movimentos transacionais este ano em Portugal com 18 negócios e um crescimento de 64%.  Os bons resultados do sector da Tecnologia quebram, assim, a hegemonia do segmento imobiliário que liderava desde 2015 e que este ano ainda só registou 16 transações.

Cross-border

Quanto ao número de negócios cross-border, o mercado nacional contabilizou 35 acordos inbound nos quais entidades portuguesas foram adquiridas por empresas estrangeiras. Espanha continua a ser o país que mais investe em Portugal. Neste trimestre o país vizinho participou em 14 negociações que atingiram os 212 milhões de euros, metade das quais foram no sector imobiliário.

As seis aquisições de empresas com sede nos Estados Unidos representam um crescimento de 200% no mercado português.

As empresas nacionais aproveitaram 12 oportunidades de negócio no mercado externo nos primeiros três meses do ano. A maior parte das operações foram nos Estados Unidos e na Holanda e a Tecnologia foi o sector principal dos investimentos de empresas portuguesas no exterior.

Venture Capital e Private Equity

No primeiro trimestre de 2019 foram registadas 21 operações no âmbito dos investimentos venture capital. Estes movimentos ultrapassaram os 85 milhões, valor que se traduz num crescimento de 203% face ao mesmo período de 2018.  Os principais focos dos fundos de venture capital foram os segmentos de Tecnologia e da Internet.

Relativamente aos investimentos de private equity, estes mantêm-se discretos no mercado português. Nos primeiros três meses do ano foram anunciadas nove transações que exprimem um crescimento de 12,5% comparativamente ao mesmo período de 2018. Só a venda da Energyco II pelo private equity espanhol Artá Capital à UBS Asset Management Funds, por 118 milhões de euros, teve suas informações financeiras divulgadas. Esta operação foi eleita pelo TTR como o destaque do trimestre. 

Ranking TTR

Com 231 milhões de euros transacionados, a CMS Rui Pena & Arnaut consegue a liderança do Ranking TTR de assessores jurídicos no primeiro trimestre. Os restantes lugares do pódio são ocupados pela Cuatrecasas Portugal com 118 milhões de euros transacionados e pela PLMJ com 48,5 milhões de euros, respetivamente.

Já o Ranking de assessores financeiros por valores é encabeçado pela Haitong Securities, com 118 milhões de euros seguida pela CaixaBank Corporate Finance, 23 milhões de euros. A Crowe Horwath Portugal e a Optimal Investments, ficaram empatados na terceira posição com dois milhões de euros.

 

Notícias relacionadas

O Mais Lido