Tags: Negócio |

Mais uma mexida na liderança dos mais rentáveis nos últimos doze meses


Com referência ao dia 8 de abril, o fundo Montepio Obrigações – da Montepio Gestão de Activos – era o produto mais rentável do mercado nacional, nos últimos doze meses, segundo a lista publicada pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP. A análise exclui os Fundos de Poupança Ações e dos Fundos Poupança Reforma devido ao facto do seu regime fiscal ser diferente dos outros fundos mobiliários nacionais.

O fundo, nos doze meses anteriores à data indicada, regista uma rendibilidade de 1,1% e um património de oito milhões de euros, com as obrigações do BCP a serem o maior investimento em carteira, seguido de obrigações do Citigroup, além de um ETF gerido pela iShares (iShares Euro Corp Bd Interest Rate Hdgd). Na política de investimento do produto, que consta no seu prospeto, verificamos que o fundo “deterá no mínimo 2/3 do seu valor líquido global investido, diretamente ou indiretamente, em obrigações. Face às características do fundo, as aplicações em obrigações de taxa variável representam mais do que 50% do seu valor líquido global e as aplicações em obrigações de taxa fixa não representam mais do que 40% do valor líquido global do Fundo. Não se pretende atingir um nível específico de especialização setorial, de crédito ou geográfica, tendo como objetivo o investimento em ativos que apresentem um binómio risco/rentabilidade atrativo”.

Com uma rendibilidade muito próxima surge o antigo líder. Trata-se do fundo Caixagest Obrigações Longo Prazo que é gerido pela Caixagest. O produto investe em “ativos de taxa fixa, nomeadamente, obrigações e obrigações hipotecárias, denominados em euros e emitidas por entidades públicas ou privadas. O fundo investirá, diretamente ou indiretamente, um mínimo de 2/3 do seu valor líquido global em obrigações. As obrigações de taxa fixa representarão mais de 50% do valor líquido global do fundo”, segundo se pode ler no prospecto. No final de março o seu património era de quase 36 milhões de euros com o investimento em dívida pública italiana a dominar grande parte da carteira.

Caixagest em destaque

Na lista seguem-se quatro produtos geridos pela Caixagest: o Caixagest Rendimento Nacional, o Caixagest Rendimento Oriente, o Caixagest Oportunidades e ainda o Postal Capitalização. O primeiro foi o que mais tempo passou na liderança em 2016. Desde do início do ano – até dia 8 de abril – passaram-se 14 semanas com o Caixagest Rendimento Nacional a liderar em metade delas. Na data em questão a sua rendibilidade a doze meses era de 1%. Os dois fundos seguintes registam ganhos aproximados de 0,6% enquanto o Postal Capitalização fechou o período em questão com ganhos de 0,4%.

Os dez fundos mais rentáveis nos últimos doze meses

Fundo Gestora Rendibilidade 1 ano (%)
Montepio Obrigações Montepio Gestão de Activos 1,3
Caixagest Obrigações Longo Prazo Caixagest 1,1
Caixagest Rendimento Nacional Caixagest 1,0
Caixagest Rendimento Oriente Caixagest 0,9
Caixagest Oportunidades Caixagest 0,6
Postal Capitalização Caixagest 0,5
CA Monetário CA Gest 0,4
BPI Euro Taxa Fixa BPI Gestão de Activos 0,4
IMGA Global Bond Selection IM Gestão de Ativos 0,4
NB Liquidez GNB Gestão de Ativos 0,3

Fonte: APFIPP a 8 de abril. * Excepto Fundos de Poupança Ações e Fundos Poupança Reforma.

Empresas

O Mais Lido