Tags: Negócio |

Mais um trimestre positivo para a comercialização de fundos estrangeiros em Portugal


Dados do relatório trimestral de gestão de ativos da CMVM mostram o cimentar de uma tendência muito marcada do mercado português nos últimos tempos: o crescimento do volume de fundos estrangeiros comercializados. Este cresceu 1,7% no trimestre, para 4.333,1 milhões de euros, consolidando uma variação anual na ordem dos 16,7%.

No terceiro trimestre de 2018, vimos inclusive o número de fundos estrangeiros disponibilizados por entidades comercializadoras a aumentar. A oferta subiu para 127, dos 124 comercializados no final do primeiro semestre.

O Deutsche Bank mantém-se como a entidade líder destacada na comercialização de fundos estrangeiros em Portugal, com mais de 1,4 mil milhões de euros em ativos e um crescimento anual de 26,6%. No entanto, entidades como Banco Bpi e o Novo Banco têm vindo a ganhar terreno, com crescimentos nos volumes comercializados superiores a 60%, que lhes configura a 30 de setembro uma quota de mercado de 5,1% e 2,7%, respetivamente. Do lado oposto vemos o Banco Best a perder algum do seu domínio - a quota de mercado recuou de 16,6% para 13,3% num ano - bem como o BiG - de 4,4% para 3,1% em igual período.

No trimestre foram o Banco BPI e o Banco Invest que mostraram a evolução mais marcante, crescendo, respetivamente, 17,3% e 11,2%.

Captura_de_ecra__2018-10-31__a_s_14

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido