Mais de metade dos 20 fundos portugueses mais rentáveis a um mês são de acções


Os três fundos mais rentáveis a um mês são, segundo a Morningstar, de categorias diferentes. O primeiro é um fundo de dimensão reduzida, de aproximadamente 100.000 euros, de alocação flexível, gerido pela Dunas Capital. O segundo mais rentável, é um fundo especial de investimento com garantia de capital e rendibilidade a um mês de 5,57%, o Caixagest Índices Mundiais. Em terceiro, um nome habitual nas melhores rendibilidades, o E.S. Obrigações Europa, com 5,13%.

A recuperação dos mercados accionistas, na Europa, e a capacidade dos gestores em aproveitarem a volatilidade como oportunidade de negócio está patente nas melhores rendibilidades a um mês, segundo a Morningstar. Os vinte primeiros fundos mais rentáveis a um mês investem, precisamente, neste classe de activos. O primeiro dos fundos de acções é o Montepio Euro Financial Services com uma rendibilidade de 4,7%, um fundo sectorial gerido pela Montepio Gestão de Activos que tem 3,7 milhões sob gestão e, ao longo deste ano, apresenta uma performance sustentadamente positiva.

Os outros fundos de acções presentes neste 'top' 20 são fundos que investem em empresas portuguesas, o que mostra a selecção criteriosa de empresas nacionais feita pelas gestoras a par de todo um processo de análise e da própria valorização do PSI 20, em Outubro, de 2,94%. Assim sendo consta o BPI Portugal com 4,60%, o E.S. Portugal Acções, 4,59%, o E.S. Poupança Acções – PPA, 4,57%, o Millennium Acções Portugal, 4,49%, o BPI Poupança Acções (PPA), 4,47%, o Millennium PPA, 4,44%, o Santander Acções Portugal, 4,23%, o Santander PPA, 4,21%, C.A. Raíz Poupança Acções, 4,09%, o Banif Acções Portugal, 3,88% e o Montepio PPA, 3,87%, de acordo com dados da Morningstar de 31 de Outubro.

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido