Tags: Negócio |

M&G suspende temporariamente o seu fundo de real estate britânico


A M&G suspendeu temporariamente as participações do seu fundo de imobiliário, britânico, o M&G Property Fund, com 3.006 milhões de euros em ativos sob gestão. Segundo explica a gestora, a decisão foi tomada depois de um período de fortes resgates por causa da incerteza causada pelo Brexit e pela instabilidade no mercado imobiliário, o que dificultava a venda dos ativos. É um veículo apenas disponível para investidores britânicos pelo que não tem impacto para os clientes europeus.

É a segunda vez que a incerteza causada pelo Brexit obriga à suspensão de fundos de real estate britânicos. Em meados de 2016 entidades como a Standard Life, Aviva e Henderson e a própria M&G tiveram que suspender os resgates dos seus fundos perante a incapacidade de dar liquidez à avalanche de saídas. Naquele momento as gestoras demoraram cerca de quatro meses a reabrir os seus produtos.

“Nos últimos meses, depois de vários meses de fluxos de saída sustentáveis e incomummente elevados que têm coincidido com um período de incerteza política relacionada com o Brexit e mudanças estruturais no sector retail britânicos, tem-nos sido difícil vender propriedades comerciais. Dadas estas circunstâncias, chegámos a um ponto em que a M&G acredita que o melhor para proteger os interesses dos participantes é instaurar uma suspensão temporária”, explicam no comunicado.

A suspensão dará aos gestores o tempo necessário para elevar os níveis de liquidez do fundo com o objetivo de fazer face às petições de resgates. A M&G insiste em que as vendas dos ativos serão feitas a preço do mercado e se salvaguardará os interesses dos investidores que permanecem no fundo. Os participantes continuarão a receber os pagamentos dos cupões.

Continuar-se-á a  gerir ativamente o fundo, mas a gestora renunciará a 30% dos custos anuais enquanto o veículo estiver sob suspensão.

Notícias relacionadas

O Mais Lido