Tags: Negócio |

M&G começa a transferir ativos de quatro fundos com distribuição fora do Reino Unido para o Luxemburgo


A M&G Investments começou o processo de transferência dos ativos de quatro fundos de capital variável domiciliados no Reino Unido para fundos equivalentes na sua plataforma do Luxemburgo. Estes quatro fundos são distribuídos exclusivamente fora do Reino Unido e a transferência dos seus ativos está sujeita a aprovação dos acionistas.

Com um valor de mercado acumulado de 10.400 milhões de euros, os quatro fundos são: M&G European Inflation Linked Corporate Bond Fund; M&G Dynamic Allocation Fund; M&G Income Allocation Fund; e M&G Prudent Allocation Fund. Os seus ativos serão incorporados nos Fundos M&G (Lux) European Inflation Linked Corporate Bond Fund, M&G (Lux) Dynamic Allocation, M&G (Lux) Income Allocation e M&G (Lux) Conservative Allocation, respetivamente.

A gestora enviou por correio a notificação formal destas propostas aos acionistas dos fundos no dia 10 de janeiro. Os acionistas, por sua vez, contam agora com um prazo de quatro semanas para emitir o seu voto. Os detalhes dos resultados das votações estarão disponíveis depois de celebração das Assembleias Gerais Extraordinárias, realizadas a 9 de fevereiro de 2018. Caso os votos sejam favoráveis, espera-se que as fusões dos quatro fundos sejam efetuadas até ao dia 16 de março de 2018.

Os fundos M&G (Lux) Dynamic Allocation, M&G (Lux) Income Allocation e M&G (Lux) Conservative Allocation serão lançados a 16 de janeiro de 2018, antes de finalizar o período de votação por petição dos investidores. O M&G (Lux) European Inflation Linked Corporate Bond Fund, por sua vez, estará disponível quando a fusão estiver completa. Os quatro fundos luxemburgueses seguirão estratégias idênticas aos atuais fundos domiciliados no Reino Unido e serão geridos pelos mesmos gestores.

As propostas da M&G foram aprovadas pelos reguladores competentes no Luxemburgo, Commission de Surveillance du Secteur Financier (CSSF), e no Reino Unido, Financial Conduct Authority (FCA).

Anne Richards, CEO da M&G Investments, revela que depois do referendo, no qual se decidiu que o Reino Unido abandonaria a União Europeia, “na M&G temos vindo a tomar uma série de medidas de prevenção para proteger os interesses dos nossos investidores domiciliados fora do Reino Unido. Estas medidas, que vão desde o reforço da nossa oferta SICAV, até à criação de uma nova estrutura jurídica no Luxemburgo, garatirão que os nossos clientes internacionais continuam a ter acesso às nossas estratégias de investimento, independentemente do acordo final alcançado entre o Reino Unido e o resto da Europa”, afirma.

Empresas

Notícias relacionadas