Tags: Multiativos |

Luxemburgo: rentabilidade dos fundos allocation em 2017


À semelhança da análise que fizemos dos fundos de ações de entidades nacionais domiciliados no Luxemburgo, olhemos agora para o desempenho dos fundos allocation no ano de 2017. A lista engloba quatro produtos inseridos na subcategoria flexible allocation, sendo que os restantes se inserem nas subcategorias moderate allocation e cautious allocation. Por outro lado, apenas um produto obteve uma rentabilidade de dois dígitos.

Comecemos, assim, por esse mesmo produto. Trata-se do BPI GIF Universal, gerido pela BPI Global Investment Fund Management, cuja rentabilidade no ano transato foi de 11,76%. Com um volume de ativos sob gestão superior a 23,12 milhões de euros, este apresenta uma carteira com maior preponderância do segmento acionista. Em termos geográficos, os Estados Unidos, Japão e Ásia Emergente são as regiões com maior exposição em carteira. O sector tecnológico é, por sua vez, o sector que maior exposição apresenta, com 22,42% do total.

O produto que se segue ao fundo da BPI Global Investment Fund Management é o Incometric Dunas Património, com uma rentabilidade de 5,04% no ano de 2017. O património sob gestão do produto gerido pela Dunas Capital é de cerca de 28,24 milhões de euros, sendo que o segmento obrigacionista é a classe de ativos com maior preponderância em carteira. A zona euro é, por sua vez, a região que maior exposição apresenta, representando 45,12% do total. O sector financeiro é, por outro lado, o sector com maior peso em carteira, representando mais de 29% da exposição sectorial total.

Imediatamente a seguir está o terceiro produto que melhor rentabilidade apresentou no ano transato, o Atrium Portfolio Sicav – Sextant. Este produto, gerido pela Atrium Investimentos, obteve uma rentabilidade de 4,28% e atualmente gere um património superior a 168 milhões de euros.

Por outro lado, o NB Trading Fund e o Atrium Portfolio Sicav – Quadrant registaram uma rentabilidade de 1,94% e 1,20%, respetivamente. O fundo da responsabilidade da GNB - International Management detém um volume de ativos sob gestão superior a 10 milhões de euros e uma carteira que apresenta maior exposição ao segmento acionista (61,41%). Já o produto gerido pela Atrium Investimentos gere um património de cerca de 65,71 milhões de euros e uma maior exposição ao segmento obrigacionista (61,02%).

Captura_de_ecra__2018-01-23__a_s_09

Fonte: Morningstar Direct, 31 de dezembro de 2017

Nota: No gráfico apresentamos apenas os produtos que à data apresentavam rentabilidade positiva

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido