Tags: Obrigações | Ações |

Lucro do BES cai 47% para 90 milhões de euros nos primeiros nove meses


O resultado líquido do BES foi positivo em 90,4 milhões de euros, nos primeiros nove meses deste ano, o que representa uma queda de 47,4% face aos 171,8 milhões de euros verificados no mesmo período de 2011, suportado sobretudo pela actividade internacional.

Na operação doméstica, o banco teve um prejuízo de 1,4 milhões de euros, o que compara com um lucro de 40,9 milhões entre Janeiro e Setembro do ano passado, enquanto na operação internacional o resultado líquido foi positivo em 91,8 milhões de euros, uma descida de 29,8% face a montante de 130,9 milhões no período homólogo de 2011.

“A actividade e resultados do sector financeiro e do grupo BES no corrente exercício continuaram a ser condicionados pela execução do Programa de Ajustamento Económico e Financeiro de Portugal e ainda pelas incertezas sobre o futuro da Zona Euro”, refere o banco no comunicado de apresentação de resultados. Além disso destaca “o ajustamento negativo aos resultados realizado em Maio, no valor de 54,1 milhões de euros, relacionado com a aquisição do controlo da BES Vida”, sendo que, sem este efeito, “os resultados teriam atingido 144,5 milhões de euros”.

O resultado financeiro consolidado cresceu 3,7% para  906,8 milhões de euros, as comissões aumentaram 4,7% e os resultados de operações financeiras e diversos subiram 5,3% para 341,9 milhões de euros, o que levou a um crescimento homólogo do produto bancário em 4,3% para 1.875,0 milhões de euros.

Nos primeiros nove meses do ano houve um “reforço significativo do provisionamento, nomeadamente para crédito, decorrente do agravamento do risco dos clientes particulares e das empresas, que superou em 36,5% o registo do período homólogo do ano anterior”, refere o BES, atingindo 618,9 milhões de euros.

O crédito concedido (bruto) recuou 2,3% para 50,8 mil milhões de euros, enquanto os recursos totais de clientes baixaram 2,3% para 54,21 mi milhões de euros, tendo os depósitos registado uma queda de 1,8% para 33,24 mil milhões. O rácio de transformações melhorou, passando para 142%, contra 146% em Setembro de 2011, refere o BES no comunicado de resultados.

Notícias relacionadas