Liquidações, fusões e mudanças em 2019


Depois das novidades de 2019 em termos de novos produtos mobiliários que as entidades resolveram trazer para o mercado, hoje o resumo versa sobre as liquidações, fusões e mudanças de nome ou tipologia dos fundos mobiliários no ano que passou.

As informações da CMVM mostram que logo em fevereiro e março procedeu-se à liquidação de dois fundos fechados. Em primeiro lugar, o fundo de investimento alternativo fechado “Art Invest”, gerido pela Profile  e, posteriormente, a BPI GA a protagonizar o encerramento do fundo BPI Metais Preciosos.

Em maio foi vez da GNB GA aparecer com novidades, nomeadamente a alteração do tipo do NB Rendimento Plus, de um fundo de investimento alternativo para fundo de investimento de obrigações. No mesmo mês, destaque para mudança de designação do Popular Tesouraria, que passou a designar-se Popular Obrigações Curto Prazo, tendo alterado a sua tipologia para fundo de investimento de obrigações.

A meio do ano as novidades foram ao nível de dois fundos da Caixa Gestão de Ativos. O Caixagest Ações Japão fundiu-se por incorporação no fundo Caixa Ações Oriente. Parecido foi o movimento protagonizado pela IMGA, que no mês seguinte protagonizou a fusão por incorporação do fundo de ações IMGA Acções Europa no fundo de ações IMGA European Equities. Ainda a  IMGA, no mesmo mês, procedeu à alteração da designação e tipo do fundo de investimento alternativo IMGA Extra Tesouraria III para o fundo de mercado monetário IMGA Money Market.

Por  fim, em setembro, vez da BPI GA e a IMGA voltarem a reorganizar a oferta com duas fusões por incorporação. A primeira procedeu à fusão por incorporação do BPI Monetário Curto Prazo no fundo BPI Defensivo (ex-BPI Liquidez); No caso da IMGA, o IMGA Alternativo fundiu-se com o IMGA Flexível.

Empresas

Notícias relacionadas

Próximos eventos