Tags: Obrigações | Ações |

Liquidações e fusões reduzem número de FIM em 2012 para mínimo de seis anos


O número de fundos de investimento mobiliário (FIM) tem vindo a diminuir ao longos dos últimos meses e, no final do ano passado, atingiu o número mais baixo em seis anos, de acordo com dados da APFIPP.

Em 2012, este mercado terminou com um total de 268 fundos em actividade (entre harmonizados e especiais de investimento), mínimo desde os 263 no final de 2006. O número do ano passado corresponde ainda a um decréscimo de 24 face ao final de 2011, data em que existiam 292 fundos.

A contribuir para esta diminuição estão as fusões e liquidações que foram sendo efectuadas pelas diversas sociedades gestoras, numa lógia de reestruturação da oferta e adaptação às oportunidades de mercado.

Ao longo do ano passado foram extintos 11 fundos através de fusão e liquidados outros 24, tendo sido lançados apenas 11 novos fundos, adiantou a APFIPP, à Funds People Portugal.

Segundo os dados disponibilizados pela associação, a quantidade no final do ano passado é a mais baixa desde 2006, quando estavam em actividade 293 fundos de investimento mobiliários. O ano de 2007 terminou com 291 e 2008 com 292; no final do ano seguinte havia menos quatro, descida igual à verificada em 2010, que terminou com 284 fundos (desde 2010, inclusive, não são incluídos os fundos de uma sociedade gestora, nota a APFIPP), mostram os referidos dados.

Notícias relacionadas