Tags: Negócio | EUA |

Jupiter aposta no mercado americano ao comprar uma participação da gestora NZS Capital


As operações corporativas continuam a estar na ordem do dia na indústria da gestão de ativos num contexto de taxas a 0% no qual cada vez é mais complicado obter rentabilidades atrativas e, no qual as margens não param de encolher face à diminuição do preço das comissões. Uma das últimas gestoras a dar um passo neste sentido foi a Jupiter AM.

A entidade anunciou que tomou uma participação minoritária na empresa de investimentos americana NZS Capital e que estabelecerá uma associação  estratégica com a companhia no primeiro trimestre de 2020.  Em concreto, esta aliança faz com que a Jupiter seja o distribuidor exclusivo das carteiras de global growth e unsconstrained da NZS Capital. A aliança passa também pelo lançamento de novos fundos de investimento dirigidos tanto a clientes institucionais como de retalho com um foco nos EUA, onde a Jupiter iniciará pela primeira vez uma atividade comercial ativa.

A NZS Capital foi co-fundada pelos gestores de fundos Brad Slingerlend e Brinton Johns, que trabalharam juntos durante 14 anos na Janus Capital antes de se estabelecerem por conta própria. O seu estilo de investimento está centrado em selecionar ativamente modelos de negócio desenhados para capturar o crescimento da inovação e evitar o risco de disrupções. Neste processo aplicam uma abordagem ESG que vai além do processo de investimento já que o aplicam a toda a empresa, desde os empregados até aos clientes.

"As nossas primeiras conversas com os clientes sugerem que esta abordagem para investir no crescimento global das empresas suscitará um grande interesse não só para as estratégias NZS, mas também para as capacidades existentes da Jupiter”, afirma Andrew Formica, CEO da Jupiter.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Próximos eventos