Tags: Obrigações | Ações |

Jerónimo Martins sobe quase 2% e puxa PSI 20 para terreno positivo


 

Entre as congéneres da bolsa portuguesa, o dia foi de perdas, que oscilaram entre 0,02% de Frankfurt e 0,95% de Madrid, com os investidores desapontados com os dados macro divulgados, nomeadamente após um relatório na China sinalizar que a indústria do país deverá contrair-se pelo 11º mês.

O índice de referência  da Euronext Lisbon subiu ligeiros 0,08% para 5.337,92 pontos, com metade dos títulos em alta e a maior valorização a pertencer à Sonae, com uma subida de 3,88% para 0,535 euros. A puxar mais pelo PSI 20 esteve a Jerónimo Martins, que mantém a tendência altista, tendo terminado o dia com um ganho de 1,91% para 13,105 euros.

No sector financeiro, o BCP progrediu 1,64% para 0,062 euros, o BPI avançou 0,17% para 0,819 euros, e o ESFG somou 0,02% para 5,45 euros, enquanto o BES contrariou a tenência e fechou a recuar 2,03% para 0,628 euros, protagonizando a queda mais acentuada da sessão.

Entre as energéticas, a EDP e a Galp Energia fecharam em queda, a perder 0,54% e 0,77%, respectivamente, para 2,218 euros e 12,93 euros; já a REN subiu ligeiros 0,05% para 2,001 euros e a EDP Renováveis continuou a tendência positiva e  terminou a sessão com uma subida de 0,92% para 3,603 euros.

Na área de TMT, o dia terminou sem tendência definida, com a Sonaecom a valorizar 1,79% para 1,305 euros, enquanto a Portugal Telecom deslizou 0,50% para 3,98 euros e a Zon Multimédia desceu 0,68% para 2,184 euros. 

O Mais Lido