Tags: Negócio |

Janeiro pela ótica da gestão do fundo Invest AR PPR


O fundo de investimento Invest AR PPR é um dos produtos mais bem sucedidos no mercado nacional. Fechou o ano com 5 estrelas Morningstar e é um dos fundos PPR com maiores ganhos nos últimos cinco anos. Nos últimos 12 meses registou uma rendabilidade anualizada de 11,6%. Mas no que diz respeito ao mês de janeiro, o fundo gerido por Paulo Monteiro, da Invest Gestão de Activos, registou uma rendibilidade negativa de 0,3%.

Na carteira do produto dominam os títulos de dívida: representam 74% da carteira, com a dívida privada a destacar-se com um peso de 41%. Quanto às ações Portugal, estas representam apenas 2% e as ações europeias, nas quais não se inclui Portugal, compõem 17% do portefólio.

Paulo Monteiro destaca um início do ano marcado pela tomada de posse da administração norte-americana. Por essa razão, antevê-se “um novo período de maior protecionismo económico que conduzirá eventualmente a um menor ritmo do crescimento económico mundial em favor de uma maior homogeneidade na distribuição dos benefícios desse crescimento”. Na "factsheet" de janeiro, o profissional afirma que “nesta fase de transição, os mercados financeiros mostram-se hesitantes em definir uma tendência clara para o futuro.”

O gestor do Invest AR PPR alerta ainda que, no mês de janeiro, “registou-se uma valorização do EUR face ao USD e um aumento do prémio de risco dos países periféricos da zona euro, com Portugal em destaque pela negativa.” Relativamente à Europa, Paulo Monteiro acredita que a situação política “deverá agora começar a prevalecer nos mercados, sobretudo depois do ritmo da administração Trump abrandar”.

Com 16 anos, o Invest AR PPR tem uma rendibilidade anualizada de 7,2% no período de existência e situa-se no nível 4 do escalão de risco, com uma volatilidade de 8,9%. 

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido