Tags: ISR | EUA |

Investimento sustentável: porque não arriscar agora?


Artigo de opinião de Tania Salvat, business development da BlackRock para a Ibéria. Comentário patrocinado pela BlackRock.  

O investimento sustentável constitui uma tendência em crescimento tanto para os investidores nacionais como para os institucionais. Regra geral, este termo aplica-se a uma série de estratégias e filtros, tais como a exclusão por rótulos (eliminar empresas cuja atividade industrial é controversa, como é o caso, por exemplo, da produção de armas); critérios meio-ambientais; sociais e de corporate governance (ESG é o acrónimo em inglês); ou o chamado investimento temático e de impacto, para referir apenas alguns exemplos. O número de índices relacionados com o investimento sustentável multiplicou-se nos últimos anos, e os tais critérios foram incorporados em classes de ativos às quais anteriormente era impossível aplicar, como, por exemplo, a dívida emergente. Os sistemas de pontuação ou critérios ESG constituem ferramentas para ajudar a identificar riscos e oportunidades nas carteiras dos investidores. Os pilares fundamentais do investimento sustentável são os seguintes:

  • Meio ambiente (E de environment) – engloba temas como riscos climáticos ou a escassez de recursos naturais
  • Social (S de social) – inclui diversos temas laborais e riscos em matéria de responsabilidade civil por produtos, como a segurança no âmbito da proteção de dados
  • Corporate governance (G de governance) – inclui aspetos como os negócios éticos e remuneração dos executivos.

O investimento baseado em critérios ESG não procura apenas fazer o bem, mas coloca também o foco na rentabilidade. De facto, um estudo recente demonstra a estreita relação que existe entre os factores ESG e a rentabilidade de uma empresa. Segundo o estudo publicado pelo provedor de índices MSCI, Foudations of ESG Investing, as entidades que gerem riscos de sustentabilidade e oportunidades tendem a ter fluxos de caixa mais sólidos, custos de endividamento mais baixos e valorizações mais elevadas. Não obstante, este não é o único estudo que suporta esta teoria. Outra investigação, levada a cabo pela Harvard Business School e denominada por Corporate Sustainability: First Evidence on Materiality, sugere que as empresas dos Estados Unidos com um longo trajeto relativo a parâmetros de sustentabilidade registaram melhores resultados que aquelas que não os incluem na sua estratégia empresarial.

Como tal, é importante questionar se o investimento sustentável pode melhorar a rentabilidade das empresas e das carteiras. Acreditamos que o investimento baseado em critérios ESG pode ser implementado na maioria das classes de ativos sem abrir mão das rentabilidades ajustadas ao risco. Os critérios ESG e os parâmetros de qualidade já existentes, como é o caso da existência de um balanço sólido, têm vários aspetos em comum. Isto implica que as carteiras favoráveis aos critérios ESG poderão registar um rendimento inferior durante os períodos propícios à tomada de risco, mas demonstrar uma maior resiliência durante as quedas de mercado. Na verdade, poderão, inclusive, ser capazes de alcançar uma rentabilidade superior a longo prazo, à medida que aumentam os fluxos de entrada em produtos de investimento sustentável e se acentuam os riscos climáticos.

Os novos índices e produtos estão a facilitar o acesso ao investimento baseado em critérios ESG nas diferentes regiões e classes de ativos. Os dados estão a melhorar, ainda que ainda sejam irregulares. Como tal, quando se recolhe informação, procurar além da pontuação ESG geral é essencial. Compreender de que forma e porque é que os componentes individuais desta pontuação podem afetar a rentabilidade é fulcral. Isto pode divergir consoante as regiões, sectores e empresas. A nossa confiança nos critérios ESG como possível fonte de alfa é cada vez maior, mas ainda existe muito trabalho por fazer neste terreno.

Os primeiros indícios sugerem que focar-se nestes critérios poderá gerar uma rentabilidade superior por dividendo nos mercados emergentes. Questões como a proteção dos acionistas, a boa gestão dos recursos naturais e as relações laborais podem ser importantes diferenciadores em termos de rentabilidade no universo emergente. Uma nova gama de índices de dívida emergente favoráveis aos critérios ESG poderá, com o tempo, contribuir para injetar ainda mais capital nos players mais proeminentes nesta área e aumentar os seus esforços.

A BlackRock interage com as empresas e aprofunda as questões de sustentabilidade para defender a excelência dos critérios ESG em nome dos seus clientes. Defende, também, que antes dos provedores de dados, empresas e reguladores que os parâmetros relacionados com os critérios ESG se dêm a conhecer de forma mais coerente, frequente e standardizada.

O momento de investir tendo em conta critérios sustentáveis é agora, tanto pelo efeito positivo que pode ter na sociedade a nível mundial como pela estreita correlação que existe entre a utilização destes critérios e a obtenção de rentabilidade; contudo, não só é necessário aplica-los ao investir em mercados desenvolvidos, mas também utilizá-los em todos os ativos e regiões do universo de investimento.

Aviso Legal

BlackRock Advisors (UK) Limited, que é autorizada e regulada pela Financial Services Authority no Reino Unido (Conduta Financial Authority (FCA), com sede em 12 Throgmorton Avenue, London, EC2N 2DL, Reino Unido, Tel +44 (0) 20 7743 3000, emitiu este documento para acesso na Espanha. Ninguém se deve basear na informação nele contida. É estritamente proibida a distribuição por qualquer meio deste ou de qualquer outro material relacionado com terceiros. A informação contida neste documento não constitui uma oferta, convite ou recomendação, alguma para realizar operações com produtos financeiros, nem deve constituir a base para a tomada de decisões de investimento. Para sua segurança, normalmente chamadas são gravadas. Este documento contém produtos e serviços BLACKROCK INC que poderão ser oferecidos direta ou indiretamente no Principado de Andorra e não deve ser tratado ou considerado como uma indução à contratação em qualquer jurisdição, incluindo o Principado de Andorra.

Investidores restringidos

Este documento não é e não deve ser considerado, sob nenhuma circunstância, como propaganda ou qualquer outro tipo de oferta pública de ações nos EUA ou no Canadá. Este documento não se destina a pessoas que residam nos EUA, Canadá nem nenhuma das suas províncias ou territórios, onde as empresas/valores mobiliários não estejam autorizados ou registados para distribuição e onde o prospecto não tenha sido registado em nenhuma comissão de valores mobiliários ou autoridade reguladora. As empresas/valores mobiliários não podem ser adquiridos ou detidos, nem adquiridos com os valores de um Plano ERISA.

Avisos sobre o risco

As participações nas empresas podem não ser apropriadas para todos os investidores. A BlackRock não garante a rentabilidade das unidades ou dos fundos. O preço dos investimentos (que pode negociar em mercados limitados) pode subir ou descer, e o investidor poderá não recuperar o montante investido. A rentabilidade recebida não é fixa e pode variar. O desempenho passado não garante rentabilidade futura. O valor dos investimentos que implicam exposição a moedas estrangeiras pode ser afetado por variações na taxa de câmbio. Recordamos que as implicações fiscais podem mudar, tanto em termos de níveis, como bases e isenções. A BlackRock não considerou a adequação deste investimento às suas necessidades individuais e tolerância ao risco. Os dados demonstrados oferecem informações resumidas, um investimento deve ser feito com base no folheto atual disponível na BlackRock Advisors (UK) Limited. Em relação aos produtos mencionados neste documento, este é informativo e não constitui recomendação de investimento ou uma oferta de venda ou solicitação de oferta para compra dos títulos aqui descritos. Este documento não deve ser distribuído sem a autorização da BlackRock Advisors (UK) Limited.

Para mais informações, entre em contato com as entidades comerciais que aparecem registadas na CMVM. Além disso, informações adicionais podem ser obtidas através do site www.iShares.es ou entrando em contato pelo telefone +34 91 788 94 00.

© 2018 BlackRock Advisors (UK) Limited. Empresa registada nº 00796793. Todos os direitos reservados. As chamadas podem ser supervisionadas ou gravadas.

© 2010 BlackRock, Inc. Todos os direitos reservados. BlackRock e BlackRock Solutions, iShares, BUILD ON BlackRock,  SO WHAT DO I DO WITH MY MONEY e o logótipo estilizado da i são marcas registadas e não registadas da BlackRock, Inc. ou das suas afiliadas nos EUA e noutros países. Todas as outras marcas registadas são de propriedade de seus respectivos proprietários.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Quando o marketing distorce o ISR

As gestoras estão-se a lançar numa campanha para se posicionarem nesta área, dado o grande potencial de crescimento que veem. Isto fez com que o investimento socialmente responsável esteja a ser revestido por uma tinta publicitária perigosa que a mancha e destrói.

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido

Próximos eventos