Tags: Alternativos |

Investimento noutros fundos cresceu 19% no segmento imobiliário


No final do mês de abril, o valor líquido global das entidades nacionais que gerem fundos imobiliários e que são associadas na Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – era de 9.756 milhões de euros. Esta valor representa um decréscimo de 9,6% face ao mesmo mês de 2015 e de 3% em relação ao final do ano passado. Esta descida tem sido uma tendência bem definida no segmento, já que o valor no final de abril foi o mais baixo nos últimos cinco anos.

Apesar da queda constante no volume em carteira no segmento imobiliário, existem alguns aspetos que têm conseguido crescer no período em análise. Desde logo o investimento realizado pelos fundos imobiliários noutros produtos do mesmo género. Os dados da Associação mostram que, desde do final do ano até ao final de abril, o investimento realizado pelos fundos noutros produtos cresceu 19,22% para um total de 81,919 milhões euros. No espaço de quatro meses o valor aumentou mais de 13,2 milhões de euros, com a GNB Gestão de Ativos a ser a maior responsável pelo aumento, através de um crescimento de 230%, ou seja, passou de um investimento de 8,3 milhões para mais de 27,5 milhões de euros. Esta subida pode estar relacionada com a introdução, por parte da Associação, dos Fundos de Gestão do Património Imobiliário (FUNGEPI) na contabilização do segmento imobiliário, com a GNB Gestão de Ativos a ser a entidade mais ‘beneficiada’.

Apesar do incremento no valor do investimento noutros fundos e da descida dos ativos sob gestão nos fundos imobiliários, a presença do investimento noutros produtos é de apenas 0,84%, sendo que essa quota de mercado não tem oscilado muito, com o valor a situar-se em 0,9% e 0,84% do total.

Evolução do investimento em fundos imobiliários

Imobilia_rios

Fonte: APFIPP

 

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido