Tags: Alternativos |

Investimento em imóveis para habitação aumenta em 2012


Os fundos de investimento imobiliário harmonizados (FII), especiais (FEII) e os de gestão de património imobiliário (Fungepi) aumentaram, no ano passado, em termos acumulados, o investimento em imóveis destinados a habitação, assim como ao sector da indústria.

De acordo com as séries longas estatísticas, divulgadas pela CMVM, em Dezembro de 2012, o total investimento em imóveis para habitação era de 1,5 mil milhões de euros, o que representa um aumento de 23,9% (289,5 milhões de euros), comparativamente com o montante de 1,21 mil milhões registado no último mês de 2011.

A contribuir para esta evolução esteve sobretudo o crescimento verificado nas construções não arrendadas, cujo valor investido atingiu, no final do ano passado, 1.198,8 milhões de euros, mais 241,7 milhões que um ano antes. O montante referente a construções arrendadas teve um aumento homólogo de 47,8 milhões de euros, para 301,6 milhões de euros.

Quanto aos imóveis destinados à indústria regista-se um aumento progressivo desde que há dados (Março de 2012), com o valor em Dezembro a ser de 86,8 milhões de euros, mais que duplicando face aos 35,7 milhões verificados no terceiro mês do ano passado. As construções arrendadas representavam 50,6 milhões no final de 2012 (29,7 milhões em Março) e as não arrendadas 36,3 milhões  (seis milhões em Março).

O investimento nos restantes tipos de utilização teve um decréscimo em 2012 face ao ano anterior. No comércio recuou, em termos totais, para 2.297,5 milhões de euros, de 2.407,1 milhões no final de 2011; nos serviços caiu para 3.948,8 milhões de 4.129.9 milhões em Dezembro de 2011; e na categoria outros imóveis, o valor desceu para 2.616,4 milhões, de 2.765,4 milhões de euros no último mês de 2011, de acordo com a referida estatística, disponibilizada pela CMVM. 

O Mais Lido

Próximos eventos