Tags: Negócio |

Investimento em fundos continua a crescer nas carteiras das gestoras de patrimónios


Para a gestão discricionária em Portugal, o primeiro mês do ano não foi muito positivo. De acordo com os dados publicados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios - APFIPP -, o mês de janeiro trouxe um decréscimo de 1,2% no seu património total, para um montante total a rondar os 55.339 milhões de euros. Se compararmos com o final de janeiro do ano passado, a descida é bem mais vincada, na ordem dos 6,5%. Ainda assim, estes valores apenas refletem a representação das sociedades gestoras que são associadas na APFIPP, representando cerca de 90,4% do total nacional.

Fundos de investimento em destaque pela positiva

Apesar do decréscimo, em termos totais, os fundos de investimento têm sido a grande estrela dos ativos em que estas sociedades investem. Em janeiro passado, face ao mês anterior, houve um aumento a rondar os 1,8% para um total superior a 6.737 milhões de euros. Este crescimento mensal foi sustentado, essencialmente, pelos fundos com sede na União Europeia que viram o seu montante crescer quase 2% para mais de 4.456 milhões de euros. No mesmo relatório é possível ver que o maior aumento percentual, dentro do segmento de fundos de investimento, foi para os fundos de obrigações estrangeiros, que viram o seu valor aumentar em quase 10% no primeiro mês do ano.

O gráfico seguinte mostra a evolução do investimento em fundos no decorrer dos últimos doze meses

Investimento_em_fundos_jan17_patr

Fonte: APFIPP

'Fatia' dos fundos cresce no segmento

Com o aumento do valor do investimento em fundos e o decréscimo no segmento, não é de estranhar que a presença destes produtos tenha crescimento na carteira das gestoras de patrimónios. Entre janeiro de 2016 e janeiro passado, o investimento em fundos aumentou quase 10,5%, o que representa um acréscimo a rondar os 650 milhões de euros.

Este aumento, aliado ao decréscimo de 6,5% nos ativos geridos de forma individual em Portugal, fez com que os fundos de investimento tenham aumentado a sua presença em quase 20% neste segmento, para uma fatia a rondar os 12,2 pontos percentuais do total. O gráfico seguinte mostra a evolução dos fundos de investimento no montante total geridos pelas sociedades de gestão discricionária.

Percentagem_na_carteira_jan17

Fonte: APFIPP

Notícias relacionadas

O Mais Lido