Tags: Obrigações | Ações |

Investidores mantêm a proporção na sua procura de rendibilidade


 

Neste novo cenário de baixas taxas de juro, os investidores que contam com os rendimentos regulares proporcionados pelas obrigaçõestêm três opções. Em primeiro lugar, podem simplesmente conformar-se com uma rendibilidade inferior. No entanto, para muitos, esta opção não é uma solução, porque pretendem alcançar um certo nível de rendimentos. Também podem aumentar o valor investido para garantir uma rendibilidade consistente, em termos absolutos, embora as taxas sejam menores. Contudo, muitos investidores não têm recursos para optar por esta alternativa. A terceira via é aceitar uma exposição ao risco superior de forma a gerar um retorno potencial, igualmente, mais elevado.

 

Esta última opção leva-nos a perguntar se a actual política monetária pode estar a incentivar os investidores a optarem por estratégias de risco inadequados, a fim de aumentar a rendibilidade. É pertinente fazer esta pergunta, já que a tendência desta natureza poderá gerar bolhas nos preços dos activos nos mercados de capitais.

 

As carteiras modelo da BlackRock, baseado no mercado dos EUA, demonstram os riscos que estão diante dos investidores nos dias de hoje: um lucro anual regular de 2% só pode ser alcançado assumindo um risco equivalente a uma perda de 4% do capital investido. Para conseguir um lucro de 5%, os investidores deveriam aceitar aproximadamente metade do nível de risco próprio do mercado de valores norte-americano em 2012 (baseado no S&P 500).

 

Não obstante, estes números demonstram que os riscos para os investidores que querem proteger o seu dinheiro perante a inflação e assumindo maior risco são viáveis. Da mesma forma, neste novo contexto de investimento, é importante ter em mente que os depósitos em dinheiro também são susceptíveis a uma série de riscos completamente diferentes àqueles se enfrentaram no passado. Em muitos casos, o rendimento gerado pelo depósitos em dinheiro não chega a superar a inflação. Portanto, parece razoável que os investidores procurem alternativas.

 

Na BlackRock consideramos que as carteiras dos investidores devem subponderar as 'treasuries' convencionais e obrigações de empresas de qualidade elevada. Por outro lado, os segmentos de mercado com um perfil de maior risco de crédito oferecem aos investidores retornos aceitáveis do ponto de vista oportunidade/risco e, portanto, tendemos a sobreponderar este tipo de activos. Neste momento, não vemos nenhuma evidência de que os investidores estejam a adoptar estratégias de risco mais extremo.

Empresas