Tags: Multiativos |

Invest AR PPR: flexibilidade em diferentes contextos de mercado


A entidade gestora Invest Gestão de Activos disponibilizou a seguinte informação sobre o fundo Invest AR PPR, gerido por Paulo Monteiro: 

Breve descrição do fundo

O Alves Ribeiro PPR é um Fundo flexível multi-activo, sem benchmark definido. Esta característica permite ao gestor a flexibilidade para se adaptar a diferentes condições de mercado. Ao longo do tempo, a alocação a ações tem rondado os 20% dos activos do fundo, sendo o restante repartido por dívida pública e dívida privada, maioritariamente europeia.

Principais diferenças relativamente produtos semelhantes no mercado

O fundo não possui benchmark. Como tal, tende a investir em posições de elevada convicção, muitas vezes de forma “contrarian”, ie, contra o consensus generalizado do mercado. Na componente obrigacionista o investimento é realizado através de títulos individuais, pelo que, de forma a reduzir o risco específico da carteira, na componente accionista o investimento é realizado maioritariamente através de ETF.

Restrições de investimento:

- Alocações máximas e mínimas

Investimento mínimo de obrigações: 50%

Investimento máximo em ações: 30%

Investimento mínimo em ações: 5%

- Alocação geográfica

Investimento máximo em países não membros da OECD: 5%

- Alocação sectorial

Sem restrições.

Benchmark e tracking error 

Não tem benchmark.

Número de posições e turnover

Número de títulos a 31 de Dezembro 2017: 69.

Rotação da carteira em 2017: 255%.

Política de risco

A carteira do fundo é revista, no mínimo, mensalmente, em comité de investimento. Neste fórum, todas as posições são reavaliadas em termos de risco-retorno, sendo analisados eventuais ajustamentos. Por regra, não são efectuados stop-losses.

Política de liquidez

O fundo investe apenas em activos com elevada liquidez.

Cobertura de risco cambial

Os investimentos não denominados em euros estão limitados a um máximo de 15%. Por norma não é realizada cobertura cambial das posições não denominadas em euros.

Recurso a derivados

Utilização de instrumentos financeiros derivados sobre taxas de juro, índices de ações e câmbios, nos termos da sua política de investimento, com os objectivos de cobertura de risco de variação de preço dos valores mobiliários detidos, de obtenção de exposição aos activos passíveis de investimento ou de cobertura do risco cambial associado a determinados valores detidos.

 

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido

Próximos eventos