Tags: Negócio |

Invesco reestrutura a sua equipa de vendas e de marketing na Europa


Há mudanças importantes na estrutura organizativa da Invesco na Europa. A empresa anglo-saxónica tomou a decisão de integrar as suas equipas comerciais de institucional e retail. Esta reestruturação do organigrama, orientada para fornecer um melhor serviço aos clientes, tem efeitos tangíveis sobre as equipas comerciais que a entidade tem distribuídas pela Europa.

Em primeiro, a região divide-se em seis grandes áreas: Reino Unido, França-Benelux, Itália, Alemanha, Suíça e Aústria, Médio Oriente e África e, por último, Península Ibérica. Os diretores de cada uma das regiões vão reportar diretamente a Colin Fitzgerald que em abril foi nomeado o novo chefe de distribuição da Invesco para a EMEA. Com a reestruturação, Sergio Trezzi, até agora responsável de distribuição para EMEA e América Latina da Invesco, abandona a entidade.

Neste sentido, o escritório que Íñigo Escudero lidera amplia as suas funções ao englobar Portugal, América Latina, Estados Unidos offshore e Israel. No total, o volume de ativos que passam a estar sob a responsabilidade do escritório de Madrid ascendem a 17.000 milhões de euros (11.000 milhões em gestão ativa e 6.000 em gestão passiva). As mudanças afetam igualmente as equipas de Marketing da Invesco, que regionalmente ficam repartidos exatamente da mesma forma.

“São mudanças que vão favorecer uma maior interação entre as equipas e que têm como objetivo não fazer uma segmentação por tipo de cliente que não traz nenhum valor aos nossos clientes”, explicam desde a empresa à Funds People.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Íñigo Escudero (Invesco): “Somos o quarto fornecedor de ETFs do mundo e queremos situar-nos no mercado ibérico da forma que nos corresponde”

Numa entrevista à Funds People, o diretor de Vendas e de Serviço ao Cliente da Invesco para a Península Ibérica e América Latina, e Laure Peyranne, recém nomeada responsável de ETFs para a Península Ibérica e América Latina, explicam o que a gestora acrescenta de novo para o investidor ibérico no âmbito da gestão passiva.

Próximos eventos