Tags: Obrigações | Ações |

Interbolsa passa a ser central de valores mobiliários para bilhetes do Tesouro


A Interbolsa, detida pela bolsa portuguesa, passou a assegurar as funções de central de valores mobiliários para os bilhetes do Tesouro (BT), em resultado do encerramento do Siteme (Sistema de Transferências Electrónicas de Mercado), gerido pelo Banco de Portugal, no dia 30 de Novembro.

Com esta transferência, que decorreu nos dias 1 e 2 de Dezembro, a Interbolsa passa a garantir não só o “registo e controlo, mas também a liquidação das transacções efectuadas”, um serviço que a Interbolsa já presta actualmente para as obrigações do Tesouro, nas suas diferentes maturidades, esclarece o comunicado.

A decisão de integrar os BT na Interbolsa “é mais um importante passo para o nosso mercado, no sentido de facilitar o acesso futuro por parte dos investidores de retalho, a instrumentos de dívida pública negociáveis em bolsa”, afirmou o presidente da NYSE Euronext Lisbon.

Luís Laginha de Sousa destacou ainda, na mesma nota, que, “a conjugação desta operação, com a evolução a nível internacional em geral e europeu em particular, no que diz respeito aos sistemas de liquidação e centralização de valores mobiliários, [...] pode igualmente abrir novas oportunidades, nomeadamente relacionadas com o desenvolvimento dos mercados de capitais de alguns países de língua portuguesa”.

Notícias relacionadas

O Mais Lido