Instabilidade política e volatilidade: os motivos por trás dos fundos mais resgatados de maio


Os últimos meses têm ficado marcados por um aumento da volatilidade e pela instabilidade política nos países periféricos da Europa. Neste contexto, os clientes do ActivoBank e do Banco Best parecem ter optado por sair de estratégias que não têm conseguido reagir tão bem a este período.

Do lado do ActivoBank, Rui Olo, responsável na direção de marketing pelos produtos e investimentos da entidade, revela que, “em função dos eventos ocorridos na Europa”, se verificou um “sell-off não só de fundos de ações europeias, mas também de fundos de dívida europeia”.

Quanto aos clientes do Banco Best, as saídas recaíram sobre fundos de obrigações flexíveis e high yield, algo que se deveu ao facto destes “terem apresentado um comportamento de maior volatilidade e desfavorável face ao que os investidores mais conservadores poderiam suportar”, revela Rui Castro Pacheco, diretor adjunto de investimentos da entidade. Para além destas estratégias, verificou-se a presença de um fundo misto, “que não tem conseguido responder aos recentes desafios de mercado, ainda que bem diversificado”, adianta o profissional.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido