Instabilidade em Itália coloca fundos com exposição à Europa entre as estratégias mais resgatadas em setembro


Os últimos meses têm-se revelado algo conturbados para os mercados, sendo que o mês de setembro não foi exceção. Esta toada parece, assim, refletir-se nas escolhas dos clientes do ActivoBank e do Banco Best no que a estratégias mais resgatadas diz respeito.

De facto, Bruno Pinhão, do ActivoBank, argumenta que “é notória a vontade dos investidores em desvincularem-se de fundos mais conservadores dada a dificuldade que estes revelam em apresentar retorno”. Não obstante, não foram as únicas estratégias das quais os investidores optaram por sair, com os fundos expostos ao mercado europeu a figurarem também nesta lista, com o motivo a estar relacionado, segundo o profissional, “com a incerteza vivida em Itália”.

Do lado dos clientes do Banco Best a tendência parece ser semelhante, com a presença de um fundo multiativos mais conservador entre as estratégias mais resgatadas. Sobre este facto, Rui Castro Pacheco, diretor adjunto de investimentos da entidade, considera que esta escolha se deve “às dificuldades em manter a performance positiva”. Para além deste, também os fundos de obrigações marcam presença, em particular aqueles que “têm tido alguma dificuldade em preservar capital no atual momento de mercado em que se assiste ao alargamento dos spreads e a subida das taxas de juro”, detalha Rui Castro Pacheco.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido