Tags: Obrigações | Ações |

Inflação e emprego dominam em semana de reuniões de Fed e Ecofin


A um primeiro dia em que há dados sobretudo na China e no Japão segue-se a divulgação, na terça-feira, a balança comercial dos Estados Unidos, com os economistas a esperarem um aumento do défice em Julho.

Quarta está agendada a divulgação do índice de preços no consumidor (Agosto), na Alemanha, da produção industrial na Zona Euro, e dos inventários dos retalhistas (Julho) e das reservas de petróleo  (semana de 7 de Setembro) nos EUA. Neste mesmo dia é esperada uma decisão do Tribunal Constitucional alemão sobre a constitucionalidade do Mecanismo Europeu de Estabilidade.

No penúltimo dia da semana há reunião da Reserva Federal norte-americana, com os economistas a esperarem uma manutenção da taxa de juro de referência em 0,25%, sendo ainda conhecidos os dados sobre o desemprego na Grécia (segundo trimestre), e o índice de preços na produção (Agosto) e os pedidos de subsídio de desemprego (semana terminada a 8 de Setembro) nos Estados Unidos.

Na sexta tem início dois dias de reuniões dos ministros das Finanças, primeiro da Zona Euro (Eurogrupo) e depois dos 27 países da União Europeia (Ecofin). Quanto a indicadores está agendada a divulgação da inflação (Agosto) e do emprego (segundo trimestre) na Zona Euro; e também do índice de preços no consumidor (Agosto), das vendas a retalho (Agosto), produção industrial (Agosto) e índice de confiança dos consumidores da Universidade de Michigan (Setembro), todos nos Estados Unidos.

Quanto a leilões de dívida, a Alemanha fará dois (um a seis meses e outro a cinco anos), na segunda e na quarta-feira, respectivamente), estando ainda previsto que Geécia, na terça, e França, na quarta, vão também ao mercado; Itália fará dois leilões, na quarta e na quinta-feira.