Indicador da poupança das famílias atinge máximo histórico em Junho


Na nota informativa que a APFIPP e a Universidade Católica revelam todos os meses, verifica-se que este ano o indicador de poupança das famílias portuguesas apresentou tendência ascendente na maioria dos meses analisados.

O valor registado em Junho deste ano é o mais elevado desde Julho de 2012, atingindo o máximo histórico (123,7). Neste período, o indicador apenas recuou entre os meses de Julho e Agosot e Novembro e Dezembro de 2012 e entre Abril e Maio deste ano (Gráfico 1). 

De acordo com a nota informativa, confirma-se que a taxa de poupança das famílias tem apresentado um crescimento trimestral positivo desde Dezembro de 2009. "No segundo trimestre de 2013, a tendência de crescimento de poupança das famílias, isto é, a variação trimestral das séries alisadas, mantém os sinais de estabilização em níveis historicamente elevados”.

Para além disso, pode ainda ler-se que “em termos agregados, as famílias têm aumentado a sua taxa de poupança em 0,10-0,15 pontos percentuais do PIB em cada trimestre desde Dezembro de 2009” (Gráfico 3).

 

 

Notícias relacionadas

O Mais Lido