Tags: Estilo |

Há um novo festival na capital: Lisboa Eletronica


Dar visibilidade a artistas portugueses, mas também conhecer o que se passa lá fora é um dos motes do evento. Na primeira edição do Lisboa Eletronica – Musiculture (LEM) há muita música eletrónica para descobrir. De 12 a 13 de maio, sexta e sábado, celebra-se a cultura da música eletrónica no LX Factory, em Lisboa. A programação inclui conferências, workshops, showcases e até um mercado de música.

Há 19 editoras portuguesas confirmadas: Assemble Music, Bloop Recordings, Carpet & Snares Records, Con+ainer, Dead Motion Records, Extended Records, Frenzy, Groovement, Helena, Interzona, Labareda, Madluv Records, Ministerium Records, One Eyed Jacks, Ostra Discos, Paraíso, Piston Recordings, Príncipe Discos, TINK! Records. Uma lista composta que garante grandes nomes da cena eletrónica nacional.

Quanto a editoras internacionais presentes, estão asseguradas as inglesas Blueprint, Half Baked e Discobar, as alemãs Tresor e Perlon e a americana Dystopian. Entre os artistas que trazem para o festival português estão Rødhåd, Drumcell, Lamache, James Ruskin ou Daniel Bell.

Os bilhetes para o LEM já estão à venda, com diários a 25€ e o passe para os dois dias a 40€. Todas as informações, desde a lista completa de artistas até ao acesso a sites para a compra dos bilhetes, podem ser encontradas na página do evento.

Notícias relacionadas

O Mais Lido