H2O (Natixis IM) adia para meados de outubro a reabertura dos seus fundos suspensos


A reabertura dos fundos suspensos da H2O Asset Management vai demorar mais umas semanas do que o previsto. Segundo um comunicado oficial, um processo que inicialmente estava previsto demorar quatro semanas, vai estender-se até 13 de outubro devido a “trabalhos legais e operacionais significativos”. Nesse dia voltaram a estar disponíveis para negociação diária. Os veículos da afiliada da Natixis Investment Managers congelaram temporariamente as operações de subscrições e reembolsos há umas semanas para lidar com as posições ilíquidas das carteiras. Uma exposição que, segundo as suas primeiras estimativas, vão de 7-9% no H2O Adagio até 25-35% do Allegro.

Os sete fundos afetados (H2O Adagio FCP, H2O Moderato FCP, H2O MultiBonds FCP, H2O Allegro FCP, H2O Vivace FCP, H2O MultiStrategies FCP e H2O MultiEquities FCP) foram suspensos no passado dia 28 de agosto. Entraram num processo de side pocketing, mediante o qual se criaram side pockets onde se podem depositar esses ativos privados e ilíquidos difíceis de vender. O processo começou de forma efetiva esta semana e prevê-se que termine a 7 de outubro. É um prazo ligeiramente superior ao esperado. “O motivo desta reabertura mais tardia do que o previsto deve-se ao importante trabalho legal e operacional que estamos a realizar para dividir os fundos atuais, criar sete novos fundos e quase 100 novas classes e registá-las em diferentes jurisdições internacionais”, explicam na gestora.

“Além disso, como não foi possível por razões de complexidade completar o armazenamento lateral dos sete fundos no mesmo dia, tivemos a opção de os segregar e abrir sequencialmente, ou esperar que o último fundo fosse dividido para retomar as subscrições diárias e reembolsos dos nossos sete fundos macro global”, acrescenta. Decidiram, no melhor interesse dos participantes e para preservar o tratamento igualitário, reabrir simultaneamente no fim do processo de side-pocketing, em vez de o fazer antes e fundo após fundo.

Nas próximas semanas vão emitir um comunicado sobre os primeiros fundos de ações afetados na gestora, o H2O Fidelio e o H2O Deep Value.

Notícias relacionadas

O Mais Lido